PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ministro australiano veta entrada de Kelly Slater sem vacina: "sabe regras"

Kelly Slater não poderá entrar na Austrália se não tomar vacina contra a covid-19 - World Surf League via Getty Images
Kelly Slater não poderá entrar na Austrália se não tomar vacina contra a covid-19 Imagem: World Surf League via Getty Images

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

19/01/2022 16h12

O ministro de Esportes da Austrália, Richard Colbeck, mandou um recado a Kelly Slater e avisou que o surfista norte-americano não poderá entrar no país para competir pelo Mundial de Surfe caso não se vacine contra a covid-19.

Recentemente, o tenista Novak Djokovic —defendido recentemente pelo 11 vezes campeão mundial de surfe nas redes sociais—foi deportado por não se vacinar e acabou impossibilitado de disputar o Aberto da Austrália.

"Não há chance de entrar. Acho que ele sabe as regras. Não importa se você é um surfista, um jogador de tênis, um turista ou qualquer outra pessoa, estas são as regras. Elas são aplicáveis a todos", afirmou em entrevista ao site australiano The Age.

O Mundial de Surfe de 2022 tem duas etapas programadas para a Austrália: Bells Beach, entre 10 e 20 de abril, e Margaret River, entre 24 de abril e 4 de maio. O circuito começa em Pipeline, no Havaí, com janela marcada entre 29 de janeiro e 10 de fevereiro.

A WSL (Liga Mundial de Surfe, em inglês) não exige passaporte vacinal para a disputa do Mundial, mas incentiva os atletas a se imunizarem e alerta os competidores sobre a possibilidade de eles serem proibidos de entrar em determinados países.

Slater saiu em defesa de Djokovic

No começo do ano, Kelly Slater saiu em defesa de Djokovic durante a polêmica do Aberto da Austrália e chegou a discutir com internautas nas redes sociais.

"Talvez a 'Síndrome de Estocolmo' [que ocorre quando uma vítima começa a nutrir algum tipo de sentimento positivo pelo seu agressor] agora possa mudar seu nome para 'Síndrome de Melbourne'", iniciou Slater.

"É triste ver esta celebrada divisão pelos "virtuosos" vacinados. Se você está vacinado por que está preocupado sobre os status dos outros? a não ser, claro, que não te proteja? Ou você está com medo de pegar ou chateado porque teve que assumir o risco da vacinação você mesmo? Tanta lavagem cerebral e ódio no coração das pessoas independentemente do status de vacinação", acrescentou.

Esporte