PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Após deportação e polêmicas, Djokovic chega aos Emirados Árabes

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

16/01/2022 23h24

Novak Djokovic desembacou em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, depois de ser deportado da Austrália neste domingo (16). O tenista número 1 do mundo perdeu a chance de disputar o Australian Open ao não se vacinar contra a covid-19.

O voo de volta, o UAE409, que saiu de Melbourne e foi operado pela Emirates Airlines, chegou na manhã desta segunda-feira no horário do país árabe.

Na chegada, o tenista sérvio foi abordado por fãs e tirou algumas selfies assim que pisou no aeroporto. Ainda não se sabe o destino final de Djokovic, se ele fica em Dubai ou vai para algumas de suas residências, na Sérvia, na Espanha ou em Mônaco.

Novak Djokovic foi abordado por fã em chegada no Aeroporto de Dubai - LOREN ELLIOTT/REUTERS - LOREN ELLIOTT/REUTERS
Novak Djokovic foi abordado por fã em chegada no Aeroporto de Dubai
Imagem: LOREN ELLIOTT/REUTERS

Novak Djokovic postou um comunicado curto em suas redes sociais sobre a decisão da Corte australiana:

"Agora vou tirar algum tempo para descansar e me recuperar, antes de fazer mais comentários. Além disso, estou extremamente decepcionado com a decisão da Corte em negar meu recurso de revisão da decisão do Ministro em cancelar o meu visto - foi algumas das palavras de Djokovic", escreveu o tenista.

Djokovic já venceu o Australian Open por nove vezes e é o atual tricampeão consecutivo do torneio. O tenista recorreu até onde a justiça permitiu, foi julgado em pleno domingo australiano e em regime "urgente", e foi derrotado.

Com a ausência de Djokovic no torneio, o Australian Open teve que reorganizar a tabela e definir um tenista para o lugar do tenista sérvio.

Tênis