PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Premiê sérvia diz que Djoko será investigado e que leis se aplicam a todos

Ana Brnabic, primeira-ministra da Sérvia, falou sobre Novak Djokovic - REUTERS/Zorana Jevtic
Ana Brnabic, primeira-ministra da Sérvia, falou sobre Novak Djokovic Imagem: REUTERS/Zorana Jevtic

Do UOL, em São Paulo

12/01/2022 10h38

A primeira-ministra da Sérvia, Ana Brnabic, afirmou que o tenista Novak Djokovic será investigado pelo governo sérvio por violar as regras de isolamento após testar positivo para a covid-19 em dezembro do ano passado.

"Ninguém pode violar as regras de isolamento, pois coloca em risco a saúde de outras pessoas", disse Brnabic, que ainda afirmou que "as leis se aplicam igualmente a todos".

Djokovic testou positivo em 16 de dezembro. No dia seguinte, apareceu sem máscara no lançamento de um selo com sua imagem e em um evento para jovens tenistas na Sérvia.

Em comunicado no Instagram, o tenista declarou que só recebeu o resultado positivo do teste PCR em 17 de dezembro, depois dos eventos. Já em 18 de dezembro, participou de uma entrevista e sessão de fotos com o jornal francês L'Équipe quando já sabia que estava com a covid-19.

"Existem alguns padrões que precisam ser cumpridos. Neste caso, me parece que, se ele estava ciente disso, é uma clara violação das regras - e quais são as sanções, é isso que as instituições relevantes terão que investigar", declarou a premiê sérvia.

Em meio a isso, Djokovic segue treinando em Melbourne para o Australian Open. No início desta semana, o sérvio ganhou na Justiça o direito de ficar na Austrália após ter sido inicialmente barrado na chegada ao país por não apresentar todos os documentos necessários para justificar sua entrada sem se vacinar contra a covid.

Tênis