PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Hebert: 'por que sou boxeador, negro e pobre, não consigo me expressar?'

Boxeador brasileiro garantiu uma medalha de ouro na última edição das Olimpíadas de Tóquio - Xinhua/Ou Dongqu
Boxeador brasileiro garantiu uma medalha de ouro na última edição das Olimpíadas de Tóquio Imagem: Xinhua/Ou Dongqu

Do UOL, em São Paulo

30/11/2021 04h00

Medalhista de ouro nas Olimpíadas de Tóquio, o boxeador Hebert Conceição fez um desabafo em torno do racismo que sofre dentro do esporte.

Convidado da série "Reflexões", que faz parte do "Sportscenter", programa da ESPN Brasil, o brasileiro lamentou a "surpresa" de algumas pessoas depois de ele conceder entrevistas aos veículos de comunicação.

"Pratico boxe, uma modalidade discriminada e que muita gente não gosta, sou pobre e negro. São três coisas que pesam contra, infelizmente. Então a gente tem que fazer muito mais para conseguir reconhecimento", iniciou ele, alertando sobre as dificuldades para atingir diferentes camadas sociais.

"Quando a gente consegue alcançar certos tipos de locais, certos tipos de patamares, acho que muita gente se surpreende. Quando estou dando entrevista, as pessoas ficam surpresas porque eu consigo me expressar de maneira legal. Mas só por que sou boxeador, negro e pobre, eu não consigo me expressar? Muitas vezes me pergunto isso, porque as pessoas realmente ficam surpresas", prosseguiu Hebert à emissora.

A exibição completa do quadro, que ainda tem o boxeador falando sobre sua carreira, vai ao ar hoje, tanto no canal do grupo Disney quanto na plataforma de streaming Star+.

Esporte