PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Atleta agredido por LeBron praticava futebol e boxe e foge de 'vampiros'

Isaiah Stewart, do Detroit Pistons, foi agredido por LeBron James, do Los Angeles Lakers - Nic Antaya/Getty Images/AFP
Isaiah Stewart, do Detroit Pistons, foi agredido por LeBron James, do Los Angeles Lakers Imagem: Nic Antaya/Getty Images/AFP

Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

22/11/2021 09h52

Isaiah Stewart é mais uma entre as muitas jovens promessas no início da carreira na NBA. Aos 20 anos, ele ganhou os holofotes por algo inesperado: foi agredido por LeBron James.

O astro do Los Angeles Lakers acertou o rosto de Stewart com a mão em uma disputa durante lance livre para o Detroit Pistons no terceiro quarto da partida disputada ontem (21). O jogador do Pistons ficou com o rosto ensanguentado. Os dois atletas acabaram excluídos da partida.

O sangue no rosto fez Stewart se revoltar com LeBron. Ele partiu para cima do astro da NBA mais de uma vez. E quem não deve ter gostado é o pai dele, Dela Stewart.

"Eu o criei de forma muito rígida. Eu o ensinei a ter boas maneiras e respeito. Vá para a escola, volte para casa e não corra pelas ruas", disse Dela ao jornal The Seattle Times.

"Eu digo a ele: 'Lembre-se do que papai disse a você'. Você não precisa sair com pessoas ruins. Tudo que você precisa é de pessoas boas. Você não precisa pular em nenhum carro e andar com ninguém. Fique longe de pessoas más", afirmou o pai, que sempre tentou manter o filho longe de "vampiros".

"Eu tento protegê-lo dos vampiros. Vampiro significa uma pessoa que tenta te derrubar. Pessoas que não querem ver você fazer o bem. Eu digo a ele: 'Mantenha os vampiros fora de sua vida'", explicou.

Basquete, futebol e boxe

Stewart joga como pivô e está em sua segunda temporada na NBA. Ele foi selecionado pelo Portland Trail Blazers na 16ª escolha do Draft de 2020 após se destacar no Ensino Médio e no basquete universitário.

Mais tarde, foi trocado para o Houston Rockets. Pouco depois, veio outra troca, desta vez para o Detroit Pistons. Agora, está em sua segunda temporada na NBA pelos Pistons, com médias de 7,3 pontos, 7,1 rebotes e 23,7 minutos por jogo.

Mas o basquete não foi sempre a única escolha de Stewart. Ele praticou futebol e boxe antes de focar 100% na modalidade quando tinha 12 anos.

"Eu joguei futebol e estava no boxe antes de começar a jogar basquete sério na quinta série. Desde que peguei uma bola de basquete, fiquei intrigado. Comecei a trabalhar duro nisso", explicou ao The Seattle Times.

Basquete