PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Celtics x Lakers: Como é assistir ao maior clássico da NBA do ginásio?

LeBron James disputa bola com Jayson Tatum - Paul Rutherford/USA TODAY Sports
LeBron James disputa bola com Jayson Tatum Imagem: Paul Rutherford/USA TODAY Sports

Patrick Mesquita

Do UOL, em Boston (EUA)

21/11/2021 11h34

Espetáculo, grandes astros e jogadas incríveis. A NBA é reconhecida em todo o mundo por inúmeras razões, mas uma é um pouco mais difícil de sentir por quem acompanha aos jogos de longe, como é o caso do torcedor do Brasil: a rivalidade. E poucos jogos mexem tanto com a liga quanto Boston Celtics x Los Angeles Lakers.

Mesmo que a hostilidade de outros tempos entre as equipes não esteja mais lá, ainda é fácil notar que algo de diferente acontece quando os rivais e maiores campeões da liga — 17 títulos para cada lado — se enfrentam.

A reportagem do UOL Esporte esteve no TD Garden, casa dos Celtics, na sexta-feira (19), e acompanhou de perto o ambiente que cerca a cidade no dia do clássico. A partida terminou com vitória dos mandantes por 130 a 108.

Preços

Por se tratar do confronto entre os dois maiores campeões e rivais da NBA, o valor do ingresso acompanha a relevância da partida. Os ingressos mais baratos para Celtics x Lakers custavam em torno de 100 dólares (algo em torno de R$ 550). Já os mais caros ultrapassavam 500 dólares (R$ 2,8 mil). Mesmo assim, a partida contou com casa quase que completamente cheia.

Diferente mesmo

O maior clássico da NBA, na teoria, não tem nada de diferente do espetáculo fora de quadra que acontece em todos os ginásios. Mas, na prática, a atmosfera muda totalmente.

A reportagem conversou com funcionários do TD Garden, que preferiram não se identificar por questões profissionais, foram unânimes: contra os Lakers a arena vibra diferente.

"Fica diferente o ginásio porque são rivais históricos. Trabalho aqui desde antes da pandemia e contra os Lakers sempre fica mais forte", afirmou um dos funcionários.

O técnico dos Celtics, Ime Udoka, disputou seu primeiro clássico no do comando do time e não conteve a empolgação.

"'Divertido! Você consegue perceber o barulho na cidade e na nossa franquia. Sabemos o que significa", contou.

Já Frank Vogel, técnico dos Lakers, foi mais incisivo e disse que se trata da maior rivalidade entre todos os esportes.

Os ídolos

A história dos confrontos entre os rivais foi exaltada em cada intervalo do jogo. Como forma de relembrar os momentos de glória sobre o rival, os Celtics contaram com o apoio de Bill Russell e Paul Pierce nas primeiras fileiras. Ambos os jogadores foram homenageados com vídeos no telão e foram ovacionados pelos fãs.

Nomes de outros esportes, como Robert Kraft, dono do New England Patriots, também foi reverenciado ao aparecer no telão.

Força da torcida

TD Garden é um ginásio reconhecido pelo barulho que a torcida faz. Mas contras os Lakers tudo se intensifica. Apesar de muitos torcedores de Los Angeles estarem no ginásio, os fãs dos Celtics se impõem do começo ao fim. Quem colaborou muito para "inflamar" a torcida foi Jason Tatum. Autor de 37 pontos, o ala controlou a partida e justificou o número de camisas com seu nome que ocupam as arquibancadas.

Além disso, sempre que possível, os torcedores dos Celtics gritavam o tradicional "Beat L.A" (derrotar Los Angeles). Cada assento da partida tinha uma placa com o grito mais famoso do time de Massachusetts.

O fator LeBron

Quem sofreu mais com o "carinho" da torcida foi LeBron James, que voltou a jogar após duas semanas com uma lesão no abdômen. Principal astro de Los Angeles, o camisa 6 foi vaiado em todos os lances que tentou. O barulho mais forte foi logo na apresentação dos jogadores de LA.

LeBron terminou com 23 pontos. Dono de jogadas explosivas e de cestas difíceis de serem convertidas, o astro dos Lakers arrancou um uníssono "ahhhh" a cada lance certeiro.

Provocação?

Apesar de o TD Garden ser a casa dos Celtics, muitos torcedores dos Lakers compareceram. As provocações, no entanto, dificilmente são entre torcedores. Na maior parte das vezes, os alvos são os jogadores rivais.

Apenas no fim do jogo, os torcedores dos Celtics aplaudiram ironicamente os fãs dos Lakers que deixaram o ginásio antes do término.

Por que o jogo é importante?

Desde o final dos anos 50, quando os times se enfrentaram pela primeira vez na decisão, Celtics e Lakers brigam diretamente pela honra de ser o maior campeão NBA. Ambos os times tiveram seus momentos de dinastia, mas hoje cada um tem 17 títulos, o que pode acirrar ainda mais a rivalidade. Nenhuma outra liga dos Estados Unidos tem times nesse nível de disputa direta.

Lakers freguês?

De acordo com os dados históricos da NBA, os Celtics têm larga vantagem no confronto direto com o rival: 206 a 163.

Basquete