PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Scottie Pippen volta a atacar Jordan e diz que astro 'arruinou o basquete'

Michael Jordan reage em jogo contra o Washington Bullets em 1997 pela NBA - Scott Cunningham/NBAE via Getty Images
Michael Jordan reage em jogo contra o Washington Bullets em 1997 pela NBA Imagem: Scott Cunningham/NBAE via Getty Images

Colaboração para o UOL

18/11/2021 09h54

O "número 2" do Chicago Bulls hexacampeão da NBA nos anos 1990, Scottie Pippen, voltou a atacar Michael Jordan. Em seu novo livro, "Unguarded", o ex-jogador diz que Jordan "arruinou o basquete".

"Nos anos 80, nos parques, você via todo mundo movendo a bola, passando para ajudar o time. Isso acabou nos anos 1990", diz.

Pippen explica que "as crianças queriam ser como Jordan, e Jordan não queria passar a bola, não queria pegar rebotes ou proteger o melhor jogador — ele queria tudo feito para ele".

Há algumas semanas, o ex-atleta já havia acusado Michael Jordan de solicitar a produção do documentário "The Last Dance" para "provar que é maior que LeBron James". Pippen volta a abordar a disputa entre os astros e afirma que o camisa 23 dos Lakers já superou Jordan.

"É por isso que sempre acreditei que LeBron James é o melhor jogador que esse esporte já viu — ele incorpora o que o jogo realmente é", diz o hexacampeão.

Scottie Pippen iniciou sua onda de críticas a Jordan pois teria ficado incomodado com a maneira como foi retratado em "The Last Dance". Na série, porém, Michael classifica o ex-jogador como o melhor companheiro de time que teve.

Assim como Jordan, Pippen ressalta que a "camaradagem" entre os jogadores era um ponto "especial" daquele Bulls. No entanto, diz que era "um companheiro muito melhor do que Michael jamais foi".

"Pergunte para qualquer um que jogou com os dois. Eu sempre estive lá com 'um tapinha nas costas' ou uma palavra encorajadora, especialmente quando ele [Jordan] chateava alguém por um motivo ou outro", completa

Basquete