PUBLICIDADE
Topo

Basquete

NBA abre investigação contra dono do Suns, acusado de racismo e misoginia

NBA abre investigação contra dono do Suns, acusado de racismo e misoginia - AFP
NBA abre investigação contra dono do Suns, acusado de racismo e misoginia Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

04/11/2021 21h33

A NBA anunciou hoje que abrirá uma investigação sobre as acusações de racismo e misoginia com o proprietário do Phoenix Suns, Robert Sarver.

"As alegações contidas no artigo de hoje da ESPN são extremamente sérias, e instruímos o escritório de advocacia Wachtell Lipton a iniciar uma investigação abrangente. Assim que a investigação for concluída, suas descobertas fornecerão a base para qualquer ação da liga", disse o vice-presidente executivo da NBA.

A ESPN publicou um longo relatório com mais de 70 funcionários do Suns falando sobre a dificuldade de trabalhar no clube, classificando como tóxico e hostil, graças ao proprietário da equipe.

Entre as alegações relatadas estão casos de Sarver usando linguagem racialmente insensível, fazendo comentários obscenos e misóginos e promovendo um ambiente insustentável.

Antes da NBA se posicionar, Sarver emitiu um comunicado oficial falando que apoiaria qualquer investigação que tivessem as acusações contra ele como tema principal e está chocado com a publicação.

O Suns se posicionou por intermédio de seu presidente, Jason Rowley: "A organização Phoenix Suns e Phoenix Mercury rejeitam veementemente as afirmações feitas no artigo de hoje da ESPN. Nossas duas organizações sempre trabalharam duro para criar um ambiente de respeito e diverso; onde o racismo, sexismo e comportamento prejudicial de qualquer tipo não são tolerados."

Basquete