PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Lutador sofre lesão, e leitura facial de seu celular não o reconhece

Rico Verhoeven, após luta de kickboxing contra Jamal Ben Saddik - REUTERS/Piroschka Van De Wouw
Rico Verhoeven, após luta de kickboxing contra Jamal Ben Saddik Imagem: REUTERS/Piroschka Van De Wouw

Colaboração para o UOL

28/10/2021 12h58

Campeão peso-pesado de kickboxing, Rico Verhoeven defendia, no último sábado (23), seu título na categoria. Apesar de ter deixado o ringue vencedor, durante o confronto o lutador sofreu um hematoma que "desfigurou" seu rosto a ponto de o dispositivo de leitura facial de seu celular "falhar" em reconhecê-lo.

Rico Verhoeven defendia seu cinturão no evento "Glory Collision 3", sediado em Arnhem, na Holanda. O lutador finalizou o embate diante de Jamal Ben Saddik no quarto round. No entanto, no segundo ele havia sofrido um grande corte abaixo de seu olho esquerdo.

Ao conceder entrevista após a luta, o jovem de 32 anos exibia uma toalha manchada de sangue, enquanto o ferimento ainda estava bastante inchado. O lutador foi, então, perguntado por um repórter se o dispositivo de leitura facial de seu celular ainda poderia reconhecê-lo, mesmo com aquela lesão.

Em entrevista ao canal do Youtube MMAFightingonSBN, Rico conta que sua devolutiva ao questionamento foi: "realmente preciso responder isso?".

Ainda segundo o lutador, mesmo após a brincadeira, as pessoas continuavam a perguntar se o dispositivo funcionaria. "Eu realmente não sabia, mas testei. E não funcionou. Foi perfeito para aquele momento, eu estava tentando achar um bom ângulo, mas, é, não funcionava".

Verhoeven, que recebeu seis pontos no machucado, ainda elogiou o trabalho de seu médico, a quem pediu, durante a luta, que evitasse a piora da lesão. "Ele fez um ótimo trabalho. Eu estava tão feliz por ele estar lá", completa.

MMA