PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Deyverson diz que Palmeiras passou por 'fase de turbulência' e elogia Abel

Deyverson, jogador do Palmeiras, comemora seu gol durante partida contra o Ceará - Kely Pereira/AGIF
Deyverson, jogador do Palmeiras, comemora seu gol durante partida contra o Ceará Imagem: Kely Pereira/AGIF

Do UOL, em São Paulo

21/10/2021 20h12

Deyverson foi autor de um dos gols do Palmeiras na vitória por 2 a 1 contra o Ceará, no Brasileirão. Em entrevista ao 'Tá na Área', do SporTV, o atacante falou sobre o atual momento que o clube passa e os desafios que estão por vir na reta final da temporada.

"Quando você pega um avião, ele tem turbulência. O Palmeiras estava na fase de turbulência, passando pela nuvem e sabíamos que uma hora ia estabilizar e passar essa fase. Mas o grupo é muito fechado e a gente trabalhou forte para superar esse momento e estamos bem focados para esse finalzinho de Brasileiro e para essa final, que ainda faltam alguns dias", começou por dizer ele, que completou:

"E quem entrar tem que dar 100%, se não tiver habilidade, tem que dar raça, vontade. Não me cobrem habilidade, lençol, caneta. Mas podem me cobrar que vou sair sangrando pelo Palmeiras, como já sai."

Ainda no assunto, o atacante agradeceu o treinador Abel Ferreira pela confiança de o chamar de volta após o empréstimo para o Getafe e Alavés. Segundo o atleta, trata-se do treinador que mais exige sua performance.

"Gratidão por ele confiar em mim e me trazer de volta. O Abel é um treinador muito exigente, é uma grande pessoa, todos falam que ele é uma pessoa muito humilde, grande coração. Tive outros treinadores portugueses, mas ele é o treinador que mais exige de mim (...) O grupo é muito unido, muito fechado e o Abel é o líder desse elenco", finalizou.

UOL Esporte vê TV