PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal: Organizador de voo se declara culpado por queda do avião de Sala

Emiliano Sala, durante partida pelo Nantes - SEBASTIEN SALOM GOMIS / AFP
Emiliano Sala, durante partida pelo Nantes Imagem: SEBASTIEN SALOM GOMIS / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/10/2021 11h49

Nesta segunda-feira, 18, o julgamento pela morte de Emiliano Sala está sendo realizado na cidade de Cardiff, País de Gales. O britânico David Henderson se declarou culpado de ter organizado o voo em que o jogador de futebol argentino morreu mesmo sem ter todas as autorizações. Essas informações são do jornal espanhol Diario AS.

Apesar disso, Henderson ressaltou que é inocente da acusação de negligência ou de ter colocado o voo em perigo.

O avião em que Sala, pilotado por David Ibbotson, viajava da cidade francesa de Nantes para a capital galesa quando caiu no Canal da Mancha, no dia 21 de janeiro de 2019. Todos os ocupantes do voo morreram.

O corpo do jogador foi encontrado na carcaça do avião duas semanas após o acidente. No entanto, o piloto de 59 anos não foi encontrado.

Em outubro de 2020, durante uma audiência, Henderson se declarou inocente das acusações e foi libertado sob fiança. Além disso, também foi descoberto que a licença de Ibbotson para pilotar uma aeronave comercial havia expirado em novembro de 2018.

Agora, Henderson enfrentará um julgamento que deve durar 10 dias. O inquérito do júri sobre sua morte foi adiado para depois do julgamento e está agendado para 14 de fevereiro de 2022.

Futebol