PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Por decisão médica, Rebeca Andrade fica fora o solo no mundial de ginástica

A equipe médica da ginásta decidiu preservá-la no mundial, visando o próximo ciclo olímpico - Ricardo Bufolin/CBG
A equipe médica da ginásta decidiu preservá-la no mundial, visando o próximo ciclo olímpico Imagem: Ricardo Bufolin/CBG

Do UOL, em São Paulo

15/10/2021 14h28

Rebeca Andrade não disputará o solo no Mundial de Ginástica. Inscrita em três aparelhos, a ginasta explicou que por decisões médicas e já visando o próximo ciclo olímpico, não irá apresentar o 'Baile de Favela' na competição, que acontece no Japão.

"Estou em um momento em que vim de um período muito difícil de preparação. Para chegar aqui e fazer o solo que estava fazendo antes era muito difícil, ia exigir muito do meu corpo. Sei que todos vocês queriam que eu fizesse o Baile de Favela. Eu também queria, mas preciso ser inteligente agora e saber que este não é o momento. Então não fiquem tristes, que eu vou voltar com minha série, vou voltar a fazer solo", disse Rebeca em vídeo da Confederação Brasileira de Ginástica.

Mesmo fora do solo e do individual geral, a brasileira é vista como favorita no Mundial. Antes de embarcar para o Japão, ela conquistou o Campeonato Brasileiro de Ginástica. Agora, é apontada como candidata ao pódio no salto, aparelho que rendeu a medalha de ouro nas Olimpíadas, e ainda disputa vaga nas finais da trave e das barras assimétricas.

"Entendemos que, para que a Rebeca possa fazer o solo com bom nível técnico e seguro, a carga de treinamentos precisaria ser maior e mais complexa, nesse momento pós-Olimpíadas e planejamento a longo prazo não seria adequado. Após o Mundial ela fará um período de descanso necessário e merecido, para se preparar para o novo ciclo", finalizou o treinador Francisco Porath Neto.

Esporte