PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Trisal do MMA divide casa, academia e dicas ao lado do octógono

Ricardo, Bianca e Aline são um trisal há mais de cinco anos e juntos têm duas filhas - Arquivo pessoal
Ricardo, Bianca e Aline são um trisal há mais de cinco anos e juntos têm duas filhas Imagem: Arquivo pessoal

Flavio Latif

Do UOL, em São Paulo (SP)

06/10/2021 04h00

Os lutadores Ricardo Sattelmayer e Aline Sattelmayer estão juntos há 11 anos. Em 2011, eles tiveram uma filhinha, a Bárbara. Há sete anos, o casal abriu o relacionamento para a chegada de uma nova integrante, a também lutadora Bianca Sattelmayer. E agora a família acabou de aumentar: há cerca de um mês, nasceu Astrid, filha de Ricardo e Bianca.

Os três se conheceram no mundo da luta, hoje dão aulas e competem juntos. Quando Aline e Bianca competem, Ricardo é o treinador na lateral do octógono. De acordo com ele, o MMA "fecha a união com excelência entre os três".

"A luta nos fortalece muito, somos atletas e damos aulas juntos. Temos esta profissão em comum e como amamos muito também a luta, fecha com excelência a união do amor no relacionamento e o amor no esporte", explicou.

O trisal do MMA, além de morar e competir junto, cuida de uma academia, a Sattelmayer Top Team, em São José dos Campos, no interior de São Paulo. Como Bianca acabou de ter um bebê, ela tem se dedicado à filha. Já Aline e Ricardo cuidam de suas tarefas dentro da academia, e ele ainda faz artesanatos.

Ricardo diz que sempre quis ter um relacionamento a três. "É um sonho que eu tinha desde pequeno, sempre quis ter uma família com duas esposas. Nós tentamos oficializar o casamento, mas não é possível casar no cartório com duas mulheres ao mesmo tempo em nosso país", disse.

Bianca disse que sempre ouvia nas aulas de muay thai de Ricardo que ele teria duas esposas. De acordo com a lutadora, ela não imaginava que seria o terceiro elemento do relacionamento, mas se sente "ótima" a três.

"Minha primeira reação foi de susto (risos). Sempre ouvia ele falando que teria duas esposas, mas não imaginava que eu seria a segunda esposa. Eu me sinto ótima dentro de uma relação a três, me sinto feliz por termos uma família baseada no respeito, na cumplicidade, no companheirismo e com muito amor. Uma relação como qualquer outra só que a três", afirmou.

Aline, primeira mulher de Ricardo, confessou ter inicialmente achado estranho o pedido dele por uma segunda esposa, mas depois aceitou a ideia. Na opinião dela, conviver em trisal demonstra maturidade de todos que fazem parte do relacionamento.

"Me sinto uma mulher mais madura. Somos uma família, e existe o respeito acima de tudo. Nosso desejo é estar sempre juntos, unidos e fortalecendo cada vez mais nossa união", falou.

Ricardo afirma que muitas pessoas se afastaram deles quando souberam que os três iam morar juntos. "Com o tempo, começamos a achar isso positivo. São pessoas que acreditam que outros só podem ser felizes vivendo dentro de um padrão da sociedade. Se afastaram aqueles que não deveriam estar juntos de nós".

Apesar do relacionamento parecer complexo, Ricardo disse que sua filha Bárbara entende muito bem a situação, e que ela chama Bianca de mãe e Aline de tia.

"Minha filha de 10 anos entende muito bem o que nós vivemos. Expliquei um dia para ela que a mãe [Aline] é a minha melhor amiga, e que a Bianca também era a minha melhor amiga. Na verdade, o casamento deve ser isso, os melhores amigos que se relacionam", falou.

MMA