PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem Warner, Palmeiras, Santos e 5 clubes ficam sem contrato para o BR 2022

Kaiky e Raphael Veiga disputam a bola em clássico entre Palmeiras e Santos - Marcello Zambrana/AGIF
Kaiky e Raphael Veiga disputam a bola em clássico entre Palmeiras e Santos Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

28/09/2021 19h25

A decisão da Warner, dona da TNT, de não transmitir o Campeonato Brasileiro a partir de 2022 vai impactar diretamente Palmeiras, Santos, Athletico-PR, Juventude, Fortaleza, Ceará e Bahia, ou seja, sete dos 20 times da Série A.

A Warner, que transmite o torneio na TV fechada de 2019, mantinha contratos individuais até 2024 com essas equipes. Mas decidiu se valer de uma cláusula contratual para encerrar a parceria. A informação foi confirmada por Fábio Medeiros, vice-presidente de esportes da WarnerMedia na América Latina ao colunista Diego Garcia, do UOL.

Medeiros alegou que o contrato deixou de ser viável para a empresa, que investe R$ 182 milhões por temporada para transmitir o Brasileirão.

"E para o cenário que temos hoje, o cenário é que o direito é muito fragmentado. A opção de assistir a essas partidas é fragmentada nas diversas plataformas. Tem outros fatores limitantes que fazem com que a gente não possa ter os jogos exclusivos, como blecautes para cidades onde transmitimos os jogos (quando as partidas podem ser transmitidas apenas para algumas praças). Essa soma faz com que a gente não tenha um direito compreensível o suficiente para oferecermos melhor experiência aos nossos fãs. Gera um produto economicamente inviável para a gente nesse momento".

Todos os clubes da Série A mantém seus contratos com o Grupo Globo para transmissão dos jogos na TV aberta. No PPV, apenas Athletico-PR não mantém vínculo com a emissora carioca.

A partir de agora, essas equipes estão livres para negociar com qualquer emissora. Com a aprovação da Lei do Mandante, elas podem negociar os jogos em que tenham mando de campo individualmente ou formarem blocos para facilitar a negociação.

Os clubes foram avisados sobre a rescisão do contrato nesta terça-feira (28).

Esporte