PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Médico diz que protocolo da CBF para público voltar aos estádios é seguro

Jorge Pagura, presidente da comissão médica da CBF - Walterson Rosa/MS
Jorge Pagura, presidente da comissão médica da CBF Imagem: Walterson Rosa/MS

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/09/2021 13h01

Durante o Redação SporTV de hoje, o Dr. Jorge Pagura, Presidente do Comitê Médico da CBF, comentou sobre o retorno de público aos estádios brasileiros. Pagura citou que, dentro das diretrizes da instituição, todas as 29 cidades - que têm clubes na Série A e B - tem uma Taxa de Normalidade que permitiria a volta da torcida.

"A comissão médica trabalha sempre com o cunho científico. Parte do nosso conselho científico desenvolveu uma metodologia e a Taxa de Normalidade considera seis parâmetros: a incidência da covid-19, nos últimos 14 dias, por 100 mil habitantes; a tendência, onde são avaliadas as 10 últimas semanas; a mortalidade por milhão de habitantes - dos últimos 14 dias; a tendência da mortalidade - análise de 10 semanas; o índice de mortalidade; e o índice de imunização", disse.

Pagura também mencionou que dentro dessa taxa há pesos diferentes, que acabam lhe dando vários índices. Com isso, é possível ter a liberação de 10%, 20%, 50%, ou mais, de acordo com a situação de cada cidade.

"Tudo isso é uma sugestão que nós damos, mas que dependemos das autoridades sanitárias locais. Além disso, a Diretriz Saúde, que exige ou a vacinação plena, ou o teste de PCR, ou o teste de antígeno, a gente tem que adaptar de acordo com cada situação, seguindo as autoridades", completou.

O médico também citou que a CBF tem uma ferramenta, que será disponibilizada aos clubes, onde é possível checar, através de um aplicativo, os reais índices de vacinação, para que não haja fraude nos números.

UOL Esporte vê TV