PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Ex-funcionário de Milton Neves é denunciado pelo MP por furto de R$ 2,5 mi

Milton Neves acusa ex-funcionário de ter desviado R$ 2,5 milhões - Reprodução/YouTube
Milton Neves acusa ex-funcionário de ter desviado R$ 2,5 milhões Imagem: Reprodução/YouTube

Leandro Pinheiro e Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo

17/09/2021 18h29

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou por furto um ex-funcionário do apresentador e blogueiro do UOL Esporte Milton Neves. O ex-gerente Evandro Cesar Cesarino Ribeiro foi acusado pelo jornalista de ser o mentor de um desvio de R$ 2,5 milhões por meio de notas fiscais sem comprovação de serviços prestados. A informação foi publicada hoje pela revista Veja São Paulo e confirmada pelo UOL.

Evandro Cesar, que trabalhou por mais de duas décadas na empresa de publicidade Terceiro Tempo, teria sido o mentor do esquema de superfaturamento de serviços e falsificação de cheques que atingiu o apresentador por mais de cinco anos. Ele ainda não é réu e cabe a um juiz aceitar ou não a denúncia do MP-SP.

Em 29 de janeiro, Ribeiro foi indiciado pela Polícia Civil por furto qualificado, abuso de confiança e concurso de agentes. O acusado teve a quebra de seu sigilo bancário decretada. Desde então, o caso ocorre em segredo de Justiça.

Ribeiro ainda é suspeito de ter admitido dois funcionários que respondiam a ele no concurso de agentes. Ambos abriram empresas e também emitiram notas. A dupla confessou o crime e foi indiciada, mas se diz arrependida e ajuda Milton Neves na obtenção de provas. A pena é de até quatro anos de prisão.

Procurado pelo UOL, o responsável pela defesa de Evandro, o advogado Carlos Alberto Cruz, disse que acredita na absolvição de seu cliente. "Estamos tranquilos que agora vamos ter uma resposta melhor. Vamos ter uma oportunidade de ampla defesa e tenho certeza que ele [Evandro] vai ser absolvido. O Sr. Milton Neves colocou muita documentação. Ele tirou as notas, mas com consentimento do Milton Neves. Ele prestava uma função além da dele e administrava imóveis", disse.

Já o advogado de Milton Neves, Sergei Cobra Arbex, não quis entrar em detalhes sobre a denúncia do MP e afirmou apenas que o apresentador "se sentiu muito traído" no episódio.

Milton Neves foi avisado pelo WhatsApp

Milton Neves recebeu pelo WhatsApp uma denúncia anônima informando que estaria sofrendo o golpe milionário de Evandro Cesar Cesarino Ribeiro, um dos seus funcionários de confiança. O jornalista confrontou o funcionário, que negou as acusações. Na ocasião, o apresentador acreditou nele e deletou as mensagens. Quando Ribeiro foi demitido, no ano passado, por contenção de despesas, um outro envolvido decidiu revelar todo o esquema.

O caso começou a ser desvendado apenas no ano passado. O esquema que seria comandado por Evandro também contava com a participação de um motoboy e um auxiliar de escritório. Os dois denunciaram o que estava acontecendo e confessaram participação no crime.

A polícia investiga o desvio de R$ 2,5 milhões das contas de Milton Neves nos últimos cinco anos, mas o valor pode ser até cinco vezes maior.

UOL Esporte vê TV