PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Chefe da Red Bull acusa Hamilton de fingir lesão: 'Estão fazendo um show'

O piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, durante treino da pré-temporada da Fórmula 1 no circuito de Montmeló, em Barcelona - Lluis Gene/AFP
O piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, durante treino da pré-temporada da Fórmula 1 no circuito de Montmeló, em Barcelona Imagem: Lluis Gene/AFP

Colaboração para o UOL

15/09/2021 11h00

Helmut Marko, chefe da Red Bull na Fórmula 1, acusou Lewis Hamilton e a Mercedes de 'criarem uma narrativa' sobre o acidente ocorrido entre o inglês e Max Verstappen no último domingo, durante o GP de Monza.

Ao comentar a batida, o ex-piloto disse, em tom de ironia, que 'eles [equipe da Mercedes] estão fazendo um show, no qual o pobre Hamilton de repente se machucou".

"Foi um acidente normal de corrida. Todas as histórias que estão ao redor disso foram criadas pela Mercedes", acrescentou Helmut Marko.

Durante o Grande Prêmio de Monza, na Itália, Lewis Hamilton e Max Verstappen — que travam disputa pelo título da Fórmula 1 em 2021 — se envolveram em uma batida. Imagens do acidente mostram o momento em que uma das rodas traseiras do carro do holandês passa por cima da cabeça do heptacampeão.

Verstappen foi considerado o culpado pela batida e foi punido com a perda de três posições no grid de largada da próxima corrida, o GP da Rússia, no dia 26 de setembro.

Apesar de ter deixado sua Mercedes aparentemente sem grandes lesões, Hamilton revelou nesta semana que será acompanhado por um médico 'para garantir' sua participação no próximo GP, que será disputado na Rússia.

O piloto inglês ainda contou que seu pescoço "tem ficado mais rígido" desde a batida. A lesão, porém, não impediu Hamilton de comparecer ao Met Gala 2021, evento realizado na noite de ontem, em Nova York.

Fórmula 1