PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Medina vence Filipinho na 1ª bateria da final e se aproxima do tri mundial

Gabriel Medina largou na frente na decisão masculina do WSL Finals - Divulgação/WSL
Gabriel Medina largou na frente na decisão masculina do WSL Finals Imagem: Divulgação/WSL

Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

14/09/2021 17h01

Gabriel Medina venceu Filipe Toledo na primeira bateria na melhor de três da grande decisão masculina do WSL Finals, a etapa que definirá o campeão de 2021 do Circuito Mundial, organizado pela WSL (Liga Mundial de Surfe).

Medina busca o tricampeonato mundial. Ele foi campeão em 2014 e em 2018. Já em 2019, levou o vice e viu Italo Ferreira ficar com o título. Agora, o surfista de Maresias precisa vencer mais uma bateria contra Filipinho para voltar a ser campeão.

Na primeira bateria da final, Medina levou um 5,00 em sua primeira onda, enquanto Filipe respondeu com um 7,00. O bicampeão mundial virou mais tarde, viu Filipinho conseguir um 8,33, mas arrancou um 9,00 dos juízes na sequência para manter a ponta.

Filipe pegou mais uma onda faltando cerca de cinco minutos para o final, mas ganhou um 7,37, pontuação insuficiente para ultrapassar Medina. Vitória do bicampeão por 16,30 a 15,70 no somatório.

Além do título masculino, que já está garantido para um dos dois brasileiros, o Brasil também está na briga pelo título no feminino. Na primeira bateria da final, Tatiana Weston-Webb levou a melhor contra a havaiana Carissa Moore e está a uma bateria de se tornar a primeira brasileira a ser campeã mundial de surfe.

Esporte