PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Presidente do Fortaleza critica liminar do Fla: 'Desconforto desnecessário'

Presidente do Fortaleza critica liminar do Flamengo sobre volta do público - Reprodução/SporTV
Presidente do Fortaleza critica liminar do Flamengo sobre volta do público Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/09/2021 13h29

Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz criticou a liminar dada pelo STJD ao Flamengo, que permite ao rubro-negro ter público em jogos como mandante pelas competições nacionais.

Em entrevista ao "Seleção SporTV", o dirigente afirmou que o documento "causa um desconforto desnecessário" e defendeu a volta conjunta do público aos jogos da Série A do Campeonato Brasileiro.

"Nós entendemos que a liminar que o Flamengo tem é ruim para o Campeonato, que ela pode causar desconfortos desnecessários. Acho que a gente tem que trabalhar pela pacificação, pela união dos clubes. Os clubes querem voltar com o público, acho que é importante deixar isso muito claro, mas em conjunto, com isonomia. É uma disputa esportiva e está mais do que provado que o estado anímico dos jogadores muda quando tem torcida. Então, vai causar desequilíbrio e um ou dois times tiverem torcida e os demais não. Nós entendemos que a liminar do Flamengo não é boa para o futebol brasileiro, e os 19 clubes vão tentar derrubar essa liminar", destacou Marcelo Paz.

"Acho que a gente tem dificuldades em função dessa isonomia, porque passa para ser uma decisão política, e muitas vezes não de forma técnica, então vai ter estado que vai querer liberar antes ou depois, mas a gente não pode jamais causar um desequilíbrio técnico no campeonato", completou.

Além disso, o dirigente afirmou que todos os concordaram na volta conjunta do público em reunião realizada em março deste ano.

"Os clubes combinaram sim que só voltariam com todos podendo participar, com todas as torcidas, todas as cidades-sedes dos clubes da Série A podendo ter público nos seus estádios", falou.

Marcelo também destacou a união dos 19 clubes da Série A contra a liminar rubro-negra, e "lamentou" a postura do atual bicampeão brasileiro.

"Eu lamento essa decisão única do Flamengo. Respeito, mas lamento. Por outro lado, você tem os outros 19 clubes pensando igual. Acho que é uma questão de diálogo, de compreensão, de pensar no todo, no produto. Acho que esse é o ponto: pensar coletivamente, no que é bom para o Campeonato, para as instituições, para o produto futebol brasileiro", disse.

UOL Esporte vê TV