PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Radialistas são afastados após comentários racistas em partida da Série B

Celsinho, meia do Londrina - Reprodução/Instagram
Celsinho, meia do Londrina Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

19/07/2021 17h04

O narrador Romes Xavier e o comentarista Vinícius Silva foram afastados de suas funções após falas racistas contra o meia Celsinho em transmissão da Rádio Bandeirantes Goiânia na partida entre Londrina e Goiás, pela Série B do Campeonato Brasileiro. A decisão foi informada ontem pela equipe do "Feras do Esporte", parceira da emissora goiana.

Em nota oficial, a equipe do programa disse não compactuar com "com qualquer atitude racista, homofóbica ou algo relacionado" e comunicou o afastamento dos radialistas. A Rádio Bandeirantes Goiânia também se manifestou e solicitou a "imediata rescisão contratual" dos profissionais. Veja abaixo os comunicados na íntegra.

No último sábado, aos 22 minutos do primeiro tempo, pouco depois de Celsinho ter recebido uma pancada no tornozelo esquerdo e ficado caído no gramado, o narrador Romes Xavier disse que o atleta teve dificuldades para se levantar porque seu cabelo devia "pesar demais". Na sequência, o comentarista Vinícius Silva afirmou que o cabelo do atleta parecia "mais uma bandeira de feijão" do que um "verdadeiro cabelo". "Não é porque eu estou perdendo os cabelos que eu vou achar um negócio imundo desse bonito".

Assim que começaram a circular vídeos mostrando as falas racistas, o assunto viralizou nas redes sociais. Por meio de seus perfis oficiais, o Londrina repudiou a atitude dos dois profissionais da Rádio Bandeirantes Goiânia.

Após a repercussão negativa, narrador e comentarista vieram a público para se retratar. "Peço desculpas ao Celsinho e ao Londrina Esporte Clube pelo comentário infeliz na transmissão sobre o cabelo do meia. Colocações erradas que jamais deveriam ter sido ditas", escreveu Romes Xavier, citando a si mesmo como uma pessoa crítica "sobre condutas como essa".

"Quero me retratar dizendo que foi um comentário equivocado. Durante a transmissão a gente acabou tendo esse erro. Um comentário infeliz, estou arrependido", afirmou Silva, que ao mesmo tempo negou a carga racial da fala. "Não foi este o cunho que fizemos na hora da questão", alegou.

Cultura e estética

O penteado black power é um símbolo de identidade sobretudo em culturas africanas. Durante a época de comércio transatlântico de escravos, mercadores faziam questão de raspar os cabelos de negros escravizados como forma de eliminar suas raízes.

A partir da década de 1960, principalmente nos Estados Unidos, mas também em outras partes do Ocidente, como no Brasil, o estilo de cabelo tornou-se uma expressão de resistência e de reafirmação da identidade, da liberdade e do orgulho de ser negro.

Vale lembrar que o Brasil é o país com a maior população negra fora do continente africano.

Veja a nota da Rádio Bandeirantes Goiânia

A Radio Bandeirantes Goiânia, por meio de seus diretores, vem a público diante dos fatos acontecidos na transmissão da partida de futebol Goiás x Londrina, em 17 de julho deste ano, informar que repudia com veemência qualquer ato que possua cunho ou menção racista a qualquer pessoa, dentro ou fora do futebol.

As expressões utilizadas pelos repórteres durante a transmissão do jogo não refletem, sob nenhuma hipótese, a opinião e o posicionamento da Radio Bandeirantes Goiânia, que tem as suas premissas pautadas no respeito ao ser humano, na lisura e imparcialidade da informação.

A transmissão do jogo foi realizada pela Equipe Feras do Esporte que trabalha em regime de parceria com a Radio Bandeirantes Goiânia, sendo vedado no respectivo contrato qualquer tipo de atitude racista ou preconceituosa por parte de seus colaboradores. Assim, a Radio Bandeirantes já solicitou junto à Equipe a imediata rescisão dos jornalistas, sem prejuízo de outras penalidades contratuais que vierem a ser necessárias.

É nosso dever, como veículo propagador da informação, trabalhar para que atos preconceituosos sejam cada vez mais banidos da sociedade, e possamos contribuir para a construção de uma sociedade justa para todos.

Veja a nota da Equipe Fera do Esporte

A Equipe Esportiva Feras do Esporte, que tem parceria com a Radio Bandeirantes Goiânia no esporte, vem a público se manifestar a respeito da conduta de dois profissionais das Feras em relação ao atleta Celsinho do Londrina EC . Por ocasião do jogo em Goiânia neste sábado 17 de julho com comentários que ofenderam ao jogador, bem como a Instituição Desportiva a qual o atleta presta serviços. Não coadunamos com qualquer atitude racista, homofóbica ou algo relacionado. Motivos pelos quais conversamos com os profissionais que nos deram suas explicações e versões a respeito do ocorrido.

Temos convicção de que ambos não o fizeram por maldade e nem com intenção de ofender o atleta, contudo, apesar de entendermos seus argumentos, achamos melhor afasta-los de suas funções dentro da equipe, decisão da qual já foram comunicados pela Direção da Equipe Esportiva e pedimos desculpas em nome de todos da equipe Feras do Esporte ao Londrina , bem como ao Celsinho, seus familiares, colegas e amigos.

Nivaldo Carvalho - Diretor de Esportes

Futebol