PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Rizek critica liberação de público na final da Copa América: 'É um absurdo'

Apresentador do Seleção SporTV disse ainda estar na torcida para que "estes 10% não piorem as coisas" - Reprodução/SporTV
Apresentador do Seleção SporTV disse ainda estar na torcida para que "estes 10% não piorem as coisas" Imagem: Reprodução/SporTV

Do UOL, em São Paulo

09/07/2021 16h14

O apresentador André Rizek, do Grupo Globo, criticou a liberação de 10% de público no estádio do Maracanã, palco da final da Copa América - a decisão acontece amanhã, às 21h (horário de Brasília), entre Brasil e Argentina.

Para o jornalista, a medida da prefeitura do Rio de Janeiro, divulgada na manhã de hoje, é absurda. Ele mostrou ainda sua torcida para que o evento não piore a situação da covid-19 no país.

"É um absurdo. Como brasileiro, só me resta torcer que dê tudo certo", iniciou Rizek durante o "Seleção SporTV" de hoje.

"Que esses 10% [de torcedores] não piorem o que já está ruim na pandemia aqui no Brasil. Vamos torcer. Vamos torcer muito", finalizou o apresentador.

O decreto que permite a presença de torcedores no Maracanã foi assinado pelo secretário de Saúde da cidade, Daniel Soranz.

Diante da autorização, o Poder Executivo determinou que a Conmebol trate das seguintes medidas para receber cerca de 6.500 torcedores:

"Realização de testagem contra a Covid-19 em quem for acessar o estádio dentro das 48 horas que antecedem a partida; Proibição de pessoas com testagem positiva para covid-19 de entrarem no estádio e Acomodação do público sentado, assegurando o espaço mínimo de 2 metros entre cada pessoa ou família."

UOL Esporte vê TV