PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano

Marinha dos EUA permite que jogador na NFL atrase o serviço militar

Marinha dos EUA permite que Cameron Kinley atrase seu o serviço militar - Reprodução/Instagram
Marinha dos EUA permite que Cameron Kinley atrase seu o serviço militar Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/07/2021 09h48

O ex-astro do futebol da Marinha dos Estado Unidos, Cameron Kinley, é oficialmente um jogador de futebol profissional. Após algumas semanas de espera, o jogador recebeu permissão para atrasar seu serviço militar para atuar na NFL.

Kinley, que recentemente se formou na Academia Naval, foi contratado pelo Tampa Bay Buccaneers como um agente livre depois de não ter sido inscrito no Draft de 2021 da liga norte-americana.

O único problema é que Kinley tinha se comprometido a servir como oficial da Marinha depois de se formar, e as Forças Armadas dos EUA não cederam em permitir que ele atrasasse seu serviço. Isso até o Secretário de Defesa, general aposentado Lloyd Austin, reverter a decisão e deixar Kinley jogar.

"Estou extremamente grato pela decisão do secretário Austin e estou animado para representar nossos excelentes militares na Liga Nacional de Futebol", escreveu Kinley em um comunicado, e continuou:

"Por último, obrigado à organização Tampa Bay Buccaneers por acreditar em mim e permanecer paciente comigo durante todo este processo. Estou animado para voltar a trabalhar em Tampa Bay com meus companheiros de equipe."

Kinley - que chegou a pedir ajuda ao presidente Joe Biden - recentemente disse ao TMZ que o técnico Bruce Arians havia lhe dado um prazo de até o início da pré-temporada dos Bucs, no final de julho, para definir sua situação.

Futebol Americano