PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto detona Patrick de Paula por ida à balada: 'É um imbecil, idiota'

Neto, no Os Donos da Bola - Reprodução/TV Band
Neto, no Os Donos da Bola Imagem: Reprodução/TV Band

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/06/2021 13h26

Apresentador e comentarista da TV Band, Neto detonou o meio-campista Patrick de Paula, do Palmeiras, após o atleta ser flagrado em uma festa clandestina. O ex-jogador ressaltou o momento difícil que o país atravessa, citando o número de mortos em consequência da pandemia e não se conteve, chamando o jogador de "imbecil e idiota".

"A gente já passou de meio milhão de mortos e tem gente que fala que não pode misturar com futebol o assunto da pandemia. Primeiro, eu já tomei a primeira dose e não virei jacaré, como o presidente da república falou. Segundo, eu fiquei na UTI durante 7 dias. Eu, meu irmão João Carlos, meu irmão Richard, que morreu de câncer, minha irmã Mária ficou, meu pai, depois de duas vacinas. E meio milhão de pessoas morreram", começou Neto, no Os Donos da Bola.

"A Copa América tem 70 pessoas com covid. A gente fica na expectativa e ainda tem gente que quer escolher vacina. Aí, vem um idiota desse - o Lucas Lima. Outro idiota - pior ainda -, o Patrick de Paula, são jogadores que estão jogando, que fazem teste toda hora? E o pessoal do futebol está tão cansado de jogar, com todos os jogos em sequência. E, em um momento como esse, em que morreram três pessoas no Palmeiras - o podólogo, o segurança e o engenheiro. Aí, Lucas Lima vai em festa clandestina e o Patrick de Paula faz o mesmo. E a gente acha isso normal", disparou o apresentador.

Neto ainda opinou que eventos como os que tem acontecido no elenco do Palmeiras prejudicam o desempenho do time dentro de campo e afirmou que os torcedores do clube que cobraram Lucas Lima e Patrick de Paula pessoalmente também estavam errados.

"Aí, os últimos jogos do Palmeiras tem isso. A falta de organização e força do Abel Ferreira. Vocês acham que os caras não sabem? O Serdan disse que os caras estão cheirando lança-perfume. (...) Os torcedores estão errados de dar abafa em Lucas Lima e em Patrick de Paula. Ninguém tem direito de fazer isso, só a polícia", disse.

Por fim, Neto cobrou uma personalização no posicionamento do Palmeiras sobre as situações. O apresentador disse que a diretoria e a comissão técnica deveriam falar e ainda disse duvidar das multas especificadas em notas oficiais do clube.

"Mas ninguém do Palmeiras vai falar? O Galiotte não vai falar? O Abel Ferreira não vai falar. Aí, eles colocam um memorando, que é mentira. A não ser que me mostrem que descontaram 40% do salário do Lucas Lima e do Patrick de Paula. Todas as multas que eu tomei quando jogava bola, os dirigentes não cobravam. Talvez fosse diferente naquela época, mas não tinha pandemia", acrescentou.

"Até dezembro, a gente pode chegar a 1 milhão de mortos. E tem gente, como um imbeil desse, um idiota, que representa o futebol, a torcida. Um moleque que até outro dia estava jogando taça das favelas e se transformou em um craque. Uma perna danada. Mandou recadinho quando ficou na reserva. Como o Real Madrid, o Barcelona contratam um cara desses? E mais, quem me prova que não foi jogador que passou covid para os três que morreram?", completou.

UOL Esporte vê TV