PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bolsonaro ataca Globo e nega interferência do governo para saída de Tite

Do UOL, em São Paulo

10/06/2021 20h55Atualizada em 10/06/2021 22h12

Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar a Rede Globo ao comentar a realização da Copa América no Brasil. Em live na noite desta quinta-feira, o presidente ironizou as críticas feitas por profissionais da emissora em meio à definição para a disputa do torneio no país.

Durante a transmissão ao vivo, Bolsonaro citou jogos de outras competições que vêm sendo exibidos pela emissora.

"A TV Globo transmitiu Colômbia e Argentina com 10 mil pessoas presentes. Qual é aquele comentarista que bateu na cara? Luis Roberto? Ora, vocês transmitiram um jogo com 10 mil pessoas, para vocês podem?", ironizou, se referindo à crítica de Luis Roberto, que disse que a Copa América no Brasil era um "tapa na cara" dos brasileiros.

Bolsonaro ainda negou interferência do governo federal para a troca de Tite no comando da seleção. No início da semana, o então presidente da CBF Rogério Caboclo teria prometido a saída do treinador do cargo em meio às manifestações contra a realização da Copa América. Renato Gaúcho seria o seu sucessor.

"Em momento nenhum nosso governo interferiu em trocar técnico, não trocar, convocar... Nosso trabalho foi apenas focado em cima do que cabia a mim. Foi o Caboclo, presidente da CBF, que ligou para mim e perguntou se poderia ou não realizar a Copa América. Em poucos minutos, consultando meus ministros, eu disse que sim", explicou.

Na mesma live, Bolsonaro chegou a dizer que espera decisão por "11 a 0" do STF para a realização da Copa América no Brasil. O Supremo Tribunal Federal se reuniu nesta quinta em sessão extraordinária para discutir a viabilidade do torneio em meio à pandemia de covid-19.

Esporte