PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Vôlei: FIVB suspende jogadora acusada de racismo na Liga das Nações

Ana Jaksic, libera da seleção sérvia de vôlei, "puxando os olhos" durante a partida - Reprodução
Ana Jaksic, libera da seleção sérvia de vôlei, 'puxando os olhos' durante a partida Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

08/06/2021 20h12

A jogadora sérvia Sanja Djurdjevic foi punida pela FIVB com dois jogos de suspensão na Liga das Nações por um gesto racista feito contra uma jogadora tailandesa na partida entre as seleções.

A decisão foi anunciada após uma reunião do Comitê Disciplinar. Na partida, Sanja puxou os olhos em uma tentativa de imitar os traços orientais após um erro da rival. O gesto é encarado como racismo, e foi muito criticado desde então.

Além de ficar fora da partida contra a Bélgica, que aconteceu hoje, ela também desfalcará a Sérvia no sábado (12) contra o Canadá.

A Federação Sérvia de Vôlei terá que pagar uma multa equivalente a 20 mil francos suíços (R$ 112,3 mil), que será doada "a uma causa dedicada a combater comportamento discriminatório e/ou a financiar programas educacionais sobre sensibilidade cultural para a família do voleibol no Mundo", diz o comunicado.

Entenda

Durante o segundo set, ao pontuar, a libera Ana Jaksic fez um gesto 'imitando' os olhos puxados das adversárias. A partida terminou em 3 a 0 para a Sérvia.

Devido a repercussão que o caso teve nas redes sociais, a atleta da Tailândia Pleumjit Thinkaow fez um vídeo com Ana e negou que a atitude durante a partida tenha sido com o intuito de insultar as adversárias. "Todos, chorando, foram para a sala. Ela estava muito estressada. Ela disse que não queria dizer isso e pediu perdão", escreveu a atleta.

Veja o gesto:

Vôlei