PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto vê Copa América no Brasil como 'maior absurdo de todos os tempos'

Neto afirmou que a Copa América no Brasil é um grade absurdo - Reprodução/YouTube
Neto afirmou que a Copa América no Brasil é um grade absurdo Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/05/2021 14h47

Apresentador e comentarista da TV Band, Neto se posicionou de forma enfática contra a realização da Copa América no Brasil. Citando o número de mortos pela covid-19 e a falta de vacinas, o ex-jogador opinou que a organização do torneio no país é o "maior absurdo de todos os tempos" e cobrou as autoridades brasileiras.

"A gente tem quase 500 mil mortes no nosso país, a gente não tem nem a primeira vacina, nem a segunda dose. E aí vem a Conmebol e a CBF (...) falar que a Copa América vai ser no Brasil. No Brasil? Promotores, governadores, senadores, presidente? Vocês vão deixar isso acontecer?", declarou Neto no Canal Craque Neto 10, no YouTube.

"Não vai ter torcida, mas vai ter aglomeração, vai ter o vínculo em relação ao futebol. A gente não precisa trazer um evento. Espera um pouquinho. Por que não tem bufê aberto? Por que não tem show? Por que estão morrendo de fome sem poder trabalhar? Por que tem uma força-tarefa para impedir festas e aglomerações? Trazer a Copa América para o nosso país? Pelo amor de Deus! É o maior absurdo de todos os tempos", continuou.

Na opinião de Neto, apenas um país em fase muito avançada na vacinação contra o Coronavírus, como os Estados Unidos poderia receber a Copa América hoje. O ex-jogador ainda destacou que muitos trabalhadores brasileiros além dos jogadores estarão envolvidos para realizar o torneio continental de seleções.

O apresentador destacou, ainda, que a Copa América é desnecessária para o calendário de competições internacionais, e avaliou que seria mais importante se concentrar na organização dos jogos das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo.

"Se fosse em Orlando, Miami, que lá 70% das pessoas já foram vacinadas, que hoje as pessoas tomam vacina na farmácia, tudo bem. Mas vê se os americanos querem isso? Não. E quem aceitou? O país tupiniquim. A gente não tem vacina, insumo para vacina. Aceitar a Copa América aqui, hotel, motorista, cozinheiros, tudo o que se envolve, para fazer uma Copa América? Para que ter uma Copa América? O que ela significa para a Copa do Mundo? Grana", disse.

"Se fosse eliminatórias, que vai ter, tá legal, você faz uma coisa diferente porque é para a Copa do Mundo. Mas Copa América? Qual o significado de ter uma Copa América senão o dinheiro? (...) Não estou falando porque a Band não tem. Mesmo se fosse nossa, eu falaria. A gente não precisa desse evento aqui agora. Nesse momento não. Me desculpe", finalizou o apresentador.

UOL Esporte vê TV