PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Luan se espelha em Casemiro e vê evolução com Crespo: 'Mais intensidade'

Luan, volante do São Paulo, em entrevista ao "Seleção SporTV" - Reprodução / SporTV
Luan, volante do São Paulo, em entrevista ao 'Seleção SporTV' Imagem: Reprodução / SporTV

Do UOL, em São Paulo

22/04/2021 15h15

Promovido ao time profissional do São Paulo por Fernando Diniz e consolidado no meio de campo de Hernán Crespo, o volante Luan vive bom momento com a camisa tricolor.

Na vitória sobre o Sporting Cristal (PER) pela Libertadores, Luan marcou pela primeira vez como profissional e abriu o caminho para boa estreia da equipe na competição continental.

O volante do São Paulo foi o convidado do 'Seleção SporTV' e falou sobre a nova função que tem exercido na equipe de Crespo.

"Não só o Crespo, mas o futebol moderno exige que os volantes saibam fazer todas as funções do meio de campo. Temos que ser eficientes no desarme, mas precisamos ser construtores de jogo também. O volante atual precisa saber sair para o jogo, finalizar a gol, e é algo que venho trabalhando para poder realizar nos jogos. Acredito que consegui fazer bem isso nos dos últimos jogos e vou buscar a evolução jogo após jogo", comentou.

Acostumado a proteger a defesa desde os tempos do sub 13 do São Paulo, Luan revelou que tem como referência outro jogador revelado em Cotia.

"O Casemiro é uma referência para mim. É o jogador que eu me inspiro. Eu admiro muito a história dele, é um jogador que saiu das categorias de base do São Paulo e hoje é um dos melhores volantes do mundo. Na minha opinião é o melhor. O Casemiro é um exemplo para mim não só pelo que faz dentro de campo, mas como leva a vida fora de campo", afirmou Luan.

O volante tricolor lembrou da importância de Fernando Diniz quando o promoveu ao elenco profissional e citou as diferenças entre o trabalho do ex-treinador do São Paulo e Hernán Crespo.

"O Diniz trabalhou muito minha confiança, para eu acreditar no meu futebol e sempre me disse que eu não era apenas aquele volante marcador e sempre pedia para eu sair mais para o jogo. O Diniz foi muito importante nesse aspecto mental. Não vejo muita diferença do trabalho do Diniz para o Crespo. São formas parecidas de jogar com alguns detalhes diferentes. Acredito que a principal diferença é a forma como fazemos a marcação, com mais intensidade, e o jogo posicional. Nossa equipe se movimentava muito com Diniz e agora nós ficamos mais posicionados. São algumas funções que mudam, mas quando temos a bola é praticamente igual", completou.

O São Paulo volta a campo amanhã pelo Campeonato Paulista e encara o Santo André, às 20h, no Morumbi. A equipe é líder do Grupo B do Estadual com 19 pontos e é dona do melhor ataque com 20 gols marcados em oito rodadas.

UOL Esporte vê TV