PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Casão diz que não sofre com ataques na web e recebe apoio de Galvão Bueno

Galvão Bueno apoia Casagrande após depoimento sobre ataques na web - Reprodução/SporTV
Galvão Bueno apoia Casagrande após depoimento sobre ataques na web Imagem: Reprodução/SporTV

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/02/2021 00h49

Após ser atacado pela ex-jogadora de vôlei Ana Paula, o comentarista Walter Casagrande disse não sofrer mais com os ataques nas redes sociais envolvendo a sua dependência química.

Após pedir um espaço no "Bem, Amigos" para comentar o episódio, Casão afirmou que fez "terapia para me preparar para não sofrer com preconceito e perversidade".

"Desculpe mudar o assunto, mas é uma coisa que é importante para mim. Sempre que acontece alguma polêmica que eu estou envolvido, os ataques que eu recebo nas redes sociais são sempre os mesmos preconceituosos, "passado", "drogado", "viciado", "já cheirou hoje". É o tempo todo. Só que eu não sofro mais com isso", iniciou Casagrande.

"Há dois anos, eu estaria arrasado com o que fizeram comigo ontem e hoje, só que eu fiz terapia para me preparar para não sofrer com preconceito e perversidade. Essas pessoas são perversas. Não é no meu caso, é no caso de um negro, de um nordestino. Sempre que você vai numa diferença do cara, ou numa deficiência da pessoa, é perversidade pura das pessoas, e isso acontece muito", completou.

Após depoimento, Casão recebeu um "beijo do tamanho do mundo" de Galvão Bueno, que participa da atração de forma remota.

"Casa, as redes sociais, às vezes, são excessivamente maldosas, são pessoas que não tem nenhum respeito por ninguém, e vão na ferida. É muito bom você dizer isso. Para essas pessoas, eu diria o seguinte: Procurem ver o depoimento do Casa no encerramento da nossa transmissão na Copa do Mundo da Rússia, como ele se emocionou. A luta do Casagrande é muito grande. Casa, um beijo do tamanho do mundo para você. É tão bom ouvir você dizer que não está sofrendo mais com isso, e que essas pessoas procurem outra coisa para fazer da vida", disse o narrador.

UOL Esporte vê TV