PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Fórmula 1 continua sem acordo de TV para o Brasil em 2021; Globo disputa

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

04/02/2021 04h00

A 50 dias do início dos treinos livres da temporada 2021, a Fórmula 1 ainda não tem acordo de transmissão de TV para o Brasil. A Globo tenta manter a categoria e tem conversas avançadas com a Liberty Media, dona da competição. Ainda existem, porém, divergências entre o que a emissora está disposta a pagar e o que a empresa americana considera justo.

A transmissão via streaming vai começar em 2021, mas detalhes dependem do acordo de TV. A plataforma da Liberty Media, a F1 TV Pro, com corridas da temporada ao vivo para o mercado nacional, ainda não foi lançada no Brasil porque não há definição sobre transmissões em português ou preço.

A primeira proposta da Globo foi de cerca de US$ 20 milhões (R$ 107 milhões, na cotação atual) e foi rejeitada pela dona da categoria no fim de 2019. A emissora chegou a anunciar que abriria mão da categoria, que transmite desde 1981, e a Liberty buscou novos parceiros.

Os direitos chegaram a ser cedidos para a empresa Rio Motorsports, que negociou com algumas TVs nacionais (uma delas foi a Cultura). Após reclamações de parceiros comerciais, porém, a Liberty cancelou o acordo e, em novembro, voltou a falar com a Globo. Pesaram na decisão a importância do Brasil para a F1 e a força da emissora carioca com anunciantes.

A Globo gostaria de resolver a questão rapidamente para apresentar o projeto de F1 para o mercado publicitário. A Liberty, porém, travou a negociação, mesmo sem novos interessados. SBT e Disney chegaram a cogitar uma proposta conjunta, mas desistiram.

Por fim, a Globo também espera a definição dos direitos da categoria para conversar sobre as renovações com os comentaristas Luciano Burti e Felipe Giaffone. Ambos tinham acordos até o fim de 2020.

UOL Esporte vê TV