PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

'Não tive competência para fazer o Luan jogar o esperado', diz Tiago Nunes

Tiago Nunes em entrevista ao "Seleção Sportv" fala sobre a passagem pelo Corinthians - Reprodução / Sportv
Tiago Nunes em entrevista ao 'Seleção Sportv' fala sobre a passagem pelo Corinthians Imagem: Reprodução / Sportv

Do UOL, em São Paulo

02/02/2021 16h08

Convidado da edição de hoje do 'Seleção Sportv', o técnico Tiago Nunes falou sobre a passagem pelo Corinthians nesta temporada e explicou as dificuldades no comando que culminaram com a demissão.

Contratado para mudar a filosofia da equipe e quebrar com a ideia de jogo vencedora na última década, o treinador revelou que foi surpreendido ao constatar que o clube não poderia fazer os investimentos no mercado que gostaria.

"Eu não sabia que o Corinthians não tinha potencial de investimento. Endividados, todos os clubes do Brasil estão. Todos os clubes sofrem financeiramente, mas potencial de investimento foi me dito que haveria. Principalmente jogadores com capacidade de definição de jogo e atletas de velocidade, que sempre foi um pedido público da minha parte. Falei que pensava em jogadores com nível europeu porque o comparativo era com o Flamengo. O Corinthians teve dificuldades em função das limitações financeiras", disse o treinador.

Questionado sobre o rendimento abaixo do esperado do meia atacante Luan, Tiago Nunes assumiu a responsabilidade por não ter conseguido extrair o bom futebol do jogador demonstrado nos tempos de Grêmio.

"O Luan acabou virando uma grande figura pública a exemplo de outros jogadores que sempre se esperou muito, mas ao mesmo tempo, se esperava coisas mágicas dele. Se esperava que ele resolvesse jogos sozinho e diferença técnica a todo momento. O Luan se destacou no time do Grêmio que era parte de uma engrenagem em um modelo muito específico de jogo. Ele não é um cara de velocidade, não é jogador de contato físico e nem de força. O Luan é o cara do volume de jogo. Não é um cara de intensidade alta, mas toca muitas vezes na bola. Eu imaginei que dentro da minha ideia de jogo, ele pudesse ser um cara importante. Infelizmente acabou não sendo esse diferencial que imaginei. Eu não tive a competência necessária para potencializar o que ele pode entregar, como ele fez no Grêmio", completou.

Tiago Nunes revelou que foi sondado por quatro equipes desde que deixou o comando técnico do Corinthians, mas não houve acerto.

UOL Esporte vê TV