PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Globo retoma viagens com Mundial e tenta "recado" a público e anunciantes

André Hernan, repórter da Globo: será enviado para cobrir in loco Mundial de Clubes - Reprodução/Instagram
André Hernan, repórter da Globo: será enviado para cobrir in loco Mundial de Clubes Imagem: Reprodução/Instagram

Gabriel Vaquer

Do UOL, em Aracaju

19/01/2021 12h00

A Globo definiu, no último sábado (16), como será a cobertura do Mundial de Clubes, que começa no próximo dia 1º de fevereiro no Qatar. É a primeira vez, desde o início da pandemia do novo coronavírus, que a emissora fará viagens internacionais para cobrir eventos esportivos.

Para os diretores da Globo, a cobertura do Mundial de Clubes é chave. A emissora quer fazer uma transmissão exemplar para reforçar a público e anunciantes o posto de principal cobertura esportiva do país - o ponto de comparação será o SBT e a final da Libertadores no Maracanã (RJ), em 30 de janeiro.

Serão dois repórteres no Qatar: André Hernan e Renato Peters. Eles vão chegar à capital Doha antes mesmo da definição do representante brasileiro no torneio, já que precisam cumprir quarentena de sete dias.

A final da Copa Libertadores, entre Palmeiras e Santos, está marcada para o dia 30 de janeiro. O primeiro jogo do Mundial de Clubes será em 4 de fevereiro —o representante da Conmebol joga a partir do dia 7.

A narração será de Cléber Machado, que fica no Brasil.

A emissora vai exibir semifinais e final para todo o Brasil. Porém, como a estreia de Palmeiras ou Santos está marcada para o dia 7 de fevereiro, um domingo, às 15h, a Globo ainda estuda como ficará a programação, já que existem jogos marcados para o Campeonato Brasileiro às 16h. Existe a possibilidade de uma rodada dupla, com futebol das 15h às 19h.

Além disso, toda a viagem da equipe para a cobertura é considerada um teste para o protocolo que será adotado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, marcados para julho.

UOL Esporte vê TV