PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arthur nega incômodo com falas de Pirlo e admite carinho especial por CR7

Arthur, da Juventus, explica cobranças de Pirlo e relacionamento com CR7 - Reprodução/YouTube
Arthur, da Juventus, explica cobranças de Pirlo e relacionamento com CR7 Imagem: Reprodução/YouTube

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/01/2021 11h05

Volante da Juventus, Arthur diz não se incomodar com as cobranças do técnico Andrea Pirlo. Em entrevista ao canal Desimpedidos, o brasileiro se mostrou feliz com o tratamento que recebe no clube italiano.

Contratado pela Velha Senhora em junho do ano passado, o volante brincou com as correções feitas pelo treinador e ídolo do clube nos treinamentos, e afirmou que, "se ele cobra, é porque sabe que eu posso fazer".

"Tem algumas jogadas no treinamento que ele para e pede: 'Pô, mas essa bola tem que ser lá do outro lado!'. Aí ele pega e faz. Todo mundo fica: 'Para você é fácil, né? E para os outros, os meros mortais?'. Ele ajuda muito. Ele vê coisas que, às vezes, você não vê dentro de campo. Então, ele te dá uns toques", contou Arthur.

"Se ele cobra, é porque espera algo e sabe que eu posso fazer. Estou bem feliz com o trato que tenho recebido aqui. (...) Ele cobra bastante a bola longa. Ele gosta de diagonal, que seria você buscar o extremo. É uma jogada que ele gosta, e que ele fazia", completou.

O brasileiro também detalhou a relação com Cristiano Ronaldo. Após afirmar que o português "é como uma mãe", Arthur admitiu ter um "carinho especial" pelo companheiro de time.

"Ele se dá bem com todo mundo no vestiário, não é só comigo que ele dá conselhos. Mas acho que o idioma facilita um pouco, fica mais à vontade. Tenho um carinho especial, tivemos boas conversas. Não sou amigo de ir na casa dele tomar um café, mas a gente tem uma boa relação", falou.

Vitória 'especial' sobre o Barça

Após saída tumultuada do Barcelona, Arthur admitiu que a vitória sobre o ex-clube, por 3 a 0, pela Liga dos Campeões, teve um "sentimento especial".

"Teve um sabor especial. Primeiro, voltar ao Camp Nou, porque foi uma sensação assim: sem estar jogando pelo Barcelona, vendo vários amigos que eu tenho lá... É uma sensação diferente, mas gostosa. Eu tive muitos momentos felizes no Camp Nou, então é bom voltar lá. Uma vitória convincente, que nos dá confiança e moral, e deu o primeiro lugar no grupo. Foi uma noite especial", afirmou o jogador.

Em fevereiro, a Juventus encara o Porto pelas oitavas de final da principal competição da Europa. Já o Barça terá pela frente o Paris Saint-Germain.

Futebol