PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Disney encerra programas do Fox Sports. Canal ficará exclusivo para eventos

Divulgação/Fox Sports
Imagem: Divulgação/Fox Sports

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju (SE)

11/01/2021 12h24

Em processo de reestruturação no Brasil, a Disney terá mudanças importantes na programação de seus canais esportivos a partir de hoje (11). A principal alteração neste momento será a completa reformulação da grade do Fox Sports, canal que deixará de contar com programas jornalísticos ao vivo e ficará dedicado à transmissão de grandes eventos. Com isso, programas como o "Fox Sports Rádio" saem do ar.

As atrações "Debate Final", "Expediente Futebol" e "Tarde Redonda" também serão descontinuadas. "Fox Nitro", "Central Fox", "A Última Palavra", "Jogo Sagrado", "Aqui com Benja", "Bom Dia Fox" e "Giro Fox" já tinham sido encerrados.

Segundo apurou o UOL Esporte, a ESPN concentrará todo o jornalismo no grupo Disney, contando com a participação de diversos nomes que integravam originalmente o Fox Sports, além de exibir outros jogos e eventos ao vivo.

Desse modo, será constante a exibição de uma partida no Fox Sports e o investimento no jornalismo de pré e pós-jogo na ESPN, por exemplo, com atrações como o "SportsCenter" e o "Linha de Passe".

Redução de custos

A decisão de acabar com os programas na Fox visa principalmente reduzir os custos operacionais trazidas com as mudanças. A Disney trabalha para diminuir o prejuízo na operação do Fox Sports, que há muitos anos é deficitária pelo alto investimento na aquisição de direitos esportivos que não obtiveram retorno financeiro.

Tão logo assumiu o controle do Fox Sports, a Disney identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora.

A equipe de profissionais do jornalismo do Fox Sports também contava com remuneração até três vezes superior às dos nomes da ESPN, fator que também foi determinante para a reestruturação e o processo de sinergia do grupo.

Libertadores, Premier League e La Liga na Fox

O Fox Sports concentrará a transmissão de eventos do portfólio esportivo do grupo, mantendo as partidas da Libertadores da América como carro chefe da programação, além de alguns jogos da Premier League (Campeonato Inglês), LaLiga (Campeonato Espanhol), Liga Europa, Campeonatos Português e Argentino, todos esses herdados da programação da ESPN desde o momento da fusão. O canal seguirá transmitindo a MotoGP, Nascar e a Copa do Nordeste, além de também ter passado a exibir partidas da NFL desde o início da atual temporada.

Atualmente, o grupo Disney conta com um catálogo com mais de 100 direitos de transmissão, considerando mais de 20 modalidades, e a estratégia será a de investir cada vez mais em eventos nas duas marcas esportivas do grupo, considerando que os eventos são determinantes para as grandes audiências dos canais. A aquisição de torneios como Champions League e Campeonato Italiano são as prioridades para 2021.

A programação da ESPN também passará por mudanças, mantendo como principal programa jornalístico o "SportsCenter", referência da marca em todo o mundo.

Novos formatos e estilos de programa devem estrear nos próximos meses, trazendo referências da ESPN nos Estados Unidos e também na Argentina. Atrações consolidadas como o "Linha de Passe", "Resenha" e "Bola da Vez" também seguirão na nova grade. Um programa com linha editorial mais focada no entretenimento será mantido pela ESPN no horário do almoço. A princípio a atração seguirá como "Bate Bola Debate", mas podendo ter o nome alterado.

As mudanças realizadas não impactam o acordo entre Disney e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pela aprovação da fusão com Fox Sports, segundo entendimento da empresa. Na ocasião, o Cade determinou que a Disney precisaria manter o canal Fox Sports separadamente até janeiro de 2022, mantendo as partidas da Libertadores no canal, bem como a relevância de seu conteúdo. O ato de aprovação da fusão não prevê a manutenção de programas e profissionais do jornalismo da Fox.

Procurada para comentar a respeito das mudanças na grade de programação, a Disney confirmou o fato e compartilhou seu posicionamento padrão sobre a reestruturação nos canais ESPN e Fox Sports: "Nosso pilar de esportes está passando por um processo de transformação para oferecer um conteúdo ainda mais variado e qualificado para a audiência do Brasil. A reformulação faz parte do planejamento da Companhia em busca de sinergia em seu pilar de esportes, seguindo os investimentos em sua programação, contando com um extenso portfólio de direitos, além de uma equipe de jornalismo referência junto aos fãs de esportes".

UOL Esporte vê TV