PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

DAZN devolve direitos de Copa da Itália e MLS e enxuga operação no Brasil

Cristiano Ronaldo, da Juventus, durante partida contra o Milan pela Copa da Itália em julho de 2020 - Valerio Pennicino/Getty Images
Cristiano Ronaldo, da Juventus, durante partida contra o Milan pela Copa da Itália em julho de 2020 Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju (SE)

30/12/2020 14h41

Em progressivo recuo no mercado brasileiro, o DAZN devolveu os direitos de transmissão de mais sete competições de modalidades diversas. Ao mesmo tempo, a plataforma planeja reduzir sua folha de pagamento - a operação no país deve ficar restrita ao mínimo necessário para a exibição do que restou em seu cardápio de eventos.

No futebol, o serviço de streaming agora vai deixar de transmitir Copa da Itália, Supercopa da Itália, Major League Soccer e o Campeonato Mexicano. Além disso, devolve os direitos de Fórmula Indy, Champions League das Américas de basquete e Copa Davis de tênis. Essas competições agora estão disponíveis para negociação.

Destes, os mais importantes são os torneios da Itália. O DAZN já havia devolvido os diretos sobre o Campeonato Italiano em junho deste ano, mas ainda tinha ficado com os torneios.

A Fórmula Indy também é considerada uma perda grande. Exibida desde 2019 pela plataforma, a categoria americana tinha uma cobertura extensa e elogiada por fãs de velocidade. Mas sua audiência não foi muito grande. Além disso, o evento nunca foi exclusivo - a Indy também é exibida pela Band no Brasil desde os anos 1990.

Logo DAZN - Divulgação - Divulgação
Plataforma está no Brasil desde 2018
Imagem: Divulgação

Por fim, chama a atenção a saída da Champions League das Américas de basquete. Evento que conta com os melhores times do NBB, campeonato exibido pelo DAZN e ainda cartaz da plataforma, o torneio é uma espécie de Libertadores da modalidade e despertava interesse dos assinantes.

Para 2021, as perspectivas não são as melhores com a extensão da crise econômica provocada pela pandemia - o número de clientes no Brasil despencou, acompanhando uma queda em outras sedes espalhadas pelo mundo.

Estabelecido no Brasil desde 2018 como uma das maiores plataformas de streaming esportivo do mundo, o DAZN agora prevê redução ainda maior no corpo de funcionários. O comando executivo será centralizado nos Estados Unidos.

Entre os torneios que continuam na plataforma, estão a Série C do Campeonato Brasileiro e o NBB, que possuem audiência fiel. O Campeonato Inglês também segue no catálogo do DAZN, mas a reportagem soube que existem negociações para devolver os dois jogos por semana que a empresa tem direito no Brasil para a Disney.

Procurado pela reportagem, o DAZN afirmou que não vai se manifestar sobre a estratégia da empresa.

UOL Esporte vê TV