PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Mais um narrador testa positivo, e Globo cancela programa por covid-19

Eduardo Moreno, narrador do Sportv - Reprodução/Instagram
Eduardo Moreno, narrador do Sportv Imagem: Reprodução/Instagram

Gabriel Vaquer

Do UOL, em Aracaju

03/12/2020 12h25

A Globo voltou a cancelar programas do SporTV para diminuir a presença de pessoas na redação, por causa do aumento de casos do novo coronavírus no Rio de Janeiro. O canal esportivo da TV por assinatura não vai veicular, por tempo indeterminado, a edição do meio-dia do "Sportv News", apresentada por Janaína Xavier. A primeira edição do jornal, que vai ao ar às 8h45, já havia sido derrubada da grade na semana passada. Além disso, mais um narrador testou positivo na emissora: Eduardo Moreno.

A informação já consta na programação do SporTV divulgada pelas operadoras pagas. No lugar do "Sportv News", e entre o "Redação" e o "Seleção", o Sportv vai exibir o programa "Baú do Esporte".

O "SporTV News" só voltará ao ar quando houver segurança, combinada com uma queda grande no número de infecções. Apresentadora do jornal, Janaína Xavier só atuará em plantões no fim de semana até lá, sem ir mais diariamente aos estúdios do SporTV.

Narrador infectado

Atualmente, a Globo vive um "boom" de casos do novo coronavírus. O mais recente caso de testagem positiva é do narrador Eduardo Moreno, um dos principais nomes do SporTV.

Moreno testou positivo em seu exame no início da semana e está afastado da escala de transmissão desde então. É o segundo narrador da Globo que vive este drama. Anteriormente, Luiz Carlos Jr também já havia sido afastado por ter contraído a covid-19 nos últimos dias.

Recentemente, outros dois profissionais testaram positivo também: os repórteres André Hernan e José Renato Ambrósio. Segundo apurou a reportagem, com os resultados positivos de talentos e de outros nomes que atuam fora do ar, o departamento acumula um total de 83 casos desde o início da pandemia. A última semana representou o período de maior número de casos positivos no esporte da emissora desde março.

O maior número de casos está no Rio de Janeiro, com 64 casos. São 15 em São Paulo, dois em Recife e Belo Horizonte e um em Brasília. A boa notícia é que cinco pessoas se curaram e voltaram ontem ao trabalho. Um profissional, que atua nos bastidores, está internado. Porém ele não corre risco de morte.

A Globo prometeu reforçar as medidas de segurança com esse crescimento de casos e também tem pedido a conscientização dos seus contratados neste momento. A emissora requisitou para os seus profissionais que precisam trabalhar presencialmente com frequência, e que não foram acometidos pela doença, para que só saiam em casos extremos, para que os jogos ao vivo possam ocorrer normalmente e sem sobrecarga de nomes.

UOL Esporte vê TV