PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Mauro Cezar: 'A maior infecção do Palmeiras era ter um time mal treinado'

Mauro Cezar Pereira, comentarista do UOL Esporte - Reprodução/UOL Esporte
Mauro Cezar Pereira, comentarista do UOL Esporte Imagem: Reprodução/UOL Esporte

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/11/2020 19h17

Após a vitória do Palmeiras por 3 a 0 sobre o Athletico Paranaense, ontem, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, Mauro Cezar Pereira, comentarista e colunista do UOL, avaliou que, apesar de o clube ter atravessado um surto de covid-19, com vários jogadores infectados, a maior infecção do time era ser mal treinado.

Para o comentarista, essa 'infecção' foi pior que o surto de covid-19 pois a única cura possível é a troca de comando. Desde a saída de Vanderlei Luxemburgo, anunciada após a derrota para o Coritiba por 3 a 1 na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem 13 jogos (cinco com Andrey Lopes e oito com Abel Ferreira), com 10 vitórias, um empate e duas derrotas.

"O Palmeiras agora tem um técnico. Essa é a questão. O Palmeiras ainda lida com um surto de profissionais infectados com covid-19, mas já se livrou da maior infecção, que era de um time mal treinado. Essa é mais brava. É mais difícil de lidar porque não tem cura. Só tem cura quando chega um técnico de verdade. É o que está acontecendo", disse em participação no Linha de Passe, da ESPN Brasil, ontem.

"Esses jogadores foram 'super questionados'. Ninguém vai jogar bem em um time que não sabe usar suas características, não sabe explorar o que ele oferece. O Scarpa estava encostado. O Rony, diziam que não sabia jogar em um time reativo. A mudança é muito evidente. A questão no Palmeiras agora é saber como vai se comportar diante de grandes adversários", completou.

Vivo em três competições

O Palmeiras é o quinto colocado do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos, cinco a menos que o Atlético-MG. O time alviverde ainda tem um jogo a menos que o Galo.

Na Copa do Brasil, o Palmeiras está classificado para as semifinais. Nos dias 23 e 30 de dezembro, o time encara o América-MG, sendo o primeiro jogo no Allianz Parque, em São Paulo, e a volta no Independência, em Belo Horizonte.

Na Copa Libertadores da América, a equipe alviverde construiu uma boa vantagem nas oitavas de final ao vencer o jogo de ida contra o Delfín, no Equador, por 3 a 1. Na próxima quarta-feira (2), 19h15, no jogo de volta, o Palmeiras pode perder por 2 a 0 e mesmo assim garante a vaga nas quartas de final.

UOL Esporte vê TV