PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto lamenta morte de Maradona: 'Vida é muito rápida'

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/11/2020 13h46

Apresentador do "Os Donos da Bola", Neto lamentou a morte de ex-jogador Diego Maradona. Responsável por dar a notícia, o ex-jogador recordou o histórico de problemas do argentino com das drogas e refletiu sobre a brevidade da vida.

Maradona faleceu nesta manhã, aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ele estava em sua casa, em Tigre, cidade vizinha de Buenos Aires.

"É verdade isso aí, Cascão? O jornal Clarín está dando a informação que o Maradona acaba de falecer. (...) Muito jovem. A gente fica muito triste, porque o Maradona teve tantas oportunidades para que ele pudesse... Eu lembro quando saíram todos os problemas em relação ao vício dele", falou Neto.

"A vida da gente é muito rápida. A fama e o sucesso às vezes fazem com que a pessoa se sinta muito poderosa, aí ele ficou viciado em cocaína. (...) Uma morte que deixa a triste, mas ao mesmo tempo pode servir de exemplo para todas as pessoas do mundo. Drogas, cocaína, maconha... Tantas brigas, tantos problemas de saúde...", completou.

Presente no programa desta tarde, Edílson Capetinha exaltou a carreira do ex-jogador:

"Eu tive a oportunidade de jantar com ele em Portugal. É uma pena. A gente fica triste porque, como profissional, como jogador, ele foi referência para o mundo inteiro. Depois do Pelé, é o cara mais cotado para ser o melhor do mundo. A gente vê que o futebol não combina com essas coisas", falou.

Durante o programa, foram exibidas imagens de Maradona pela seleção argentina. Já Neto fez questão de listar alguns dos números do ex-jogador.

UOL Esporte vê TV