PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Celso Unzelte: 'Jorge Jesus deveria estar entre melhores técnicos do mundo'

Jorge Jesus dirige o Benfica - Divulgação
Jorge Jesus dirige o Benfica Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/11/2020 16h41

Comentarista dos canais ESPN, Celso Unzelte afirmou que a ausência de Jorge Jesus na lista dos indicados ao prêmio The Best - da Fifa - de melhor treinador do ano é uma injustiça. O jornalista afirmou que facilmente colocaria o técnico do Benfica entre os concorrentes no lugar de Zidane, do Real Madrid, e Julen Lopetegui, do Sevilla.

Além dos dois citados por Unzelte, Marcelo Bielsa, do Leeds United; Jurgen Klopp, do Liverpool; e Hansi Flick, do Bayern de Munique.

Celso Unzelte questionou o tamanho dos títulos conquistados por Lopetegui e Jorge Jesus, colocando a Copa Libertadores da América - conquistado pelo português no Flamengo -, acima da Liga Europa - conquistada pelo espanhol no Sevilla.

"Acho que o Jorge Jesus deveria estar na lista dos melhores treinadores do mundo. Até porque na lista dos cinco melhores tem quem tirar. De cara, dá para tirar o Zidane, sem barulho nenhum. Eu tiro o Lopetegui e o Zidane sem pestanejar. O 'Mister' tinha que estar lá. Uma Libertadores não é maior que uma Liga Europa?", disse Celso Unzelte em participação no BB Debate, hoje.

Gabigol e Bruno Henrique sem espaço no The Best

Se, por um lado, Unzelte defende Jorge Jesus na lista de melhores treinadores do mundo, por outro, o jornalista considera que nomes como Gabigol e Bruno Henrique, destaques do futebol brasileiro, não teriam espaço na lista de indicados ao prêmio The Best de melhor jogador.

Celso Unzelte avaliou que o brasileiro que chegou mais próximo de fazer isso atuando no Brasil foi Edmundo em 1997, mas ponderou que a atual lista ainda teria espaço para mais alguns jogadores antes de Gabigol e Bruno Henrique.

"Acho que entre os jogadores é mais difícil tirar alguém da lista. Teve o caso do Edmundo, em 1997, que podia até ser indicado pelo que fez, mas acabou ficando muito interno. E acaba sendo difícil você tirar alguém da lista dos melhores jogadores para encaixar o Gabigol, ou o Bruno Henrique, por exemplo. E é uma lista que não tem nem o Haaland. A fila é maior", finalizou.

UOL Esporte vê TV