PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Miranda diz que Neymar é junção de Messi e CR7: 'Se aproxima muito'

Miranda, durante treino da seleção brasileira antes da Copa América - Lucas Figueiredo/CBF
Miranda, durante treino da seleção brasileira antes da Copa América Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/11/2020 21h38

Zagueiro do Jiangsu Suning (CHI), Miranda definiu Neymar como a "junção" de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Apontando o atacante do Paris Saint-Gemain como substituído natural da dupla, o defensor brasileiro colocou o compatriota entre os três melhores do futebol mundial na posição.

"Dos que eu enfrentei, não tem como não falar que foram Cristiano, Messi e Neymar. São os três melhores atacantes da atualidade. Dos três, o mais imprevisível é o Messi, que tem um talento muito grande e é um jogador que surpreende a cada momento. O Cristiano tem que ser respeitado, até porque na história do futebol é um dos atletas que teve a maior performance", disse Miranda em entrevista ao "Bola da Vez", programa da ESPN exibido hoje.

"Para mim, o Neymar tem o talento para substituir esses dois. Eu não escondo isso, o Neymar é quem tem mais talento e que se aproxima muito mais desses dois. O Neymar é o conjunto de Messi e Cristiano Ronaldo", completou.

Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, Neymar entrou em campo na derrota do PSG sobre o Mônaco, por 3 a 2, pelo Campeonato Francês.

Volta ao Brasil

Com contrato até o meio de 2021, Miranda não escondeu o desejo de retornar ao Brasil. O zagueiro colocou o Campeonato Brasileiro entre os mais difíceis do mundo e apontou o São Paulo e o Coritiba como prioridades.

"Quero estar mais próximo de meus familiares e amigos, e quero voltar a jogar no Brasil, que foi onde tudo começou. O Campeonato Brasileiro é um dos melhores, o mais difícil de conquistar no mundo. Eu quero continuar minha história no Brasil", falou Miranda.

"Nos últimos dias eu recebi muitas mensagens, e tenho muito carinho pelos torcedores do São Paulo, mas eu tenho que deixar claro que sou um profissional. Se chegar o momento de decidir por um retorno e o São Paulo não tiver um interesse, eu não posso encerrar a minha carreira por esperar o São Paulo. Inclusive, eu tenho um carinho muito grande pelo Coritiba. (...) Sou um profissional e respeito todos os clubes. Com certeza, pela história que tenho pelo São Paulo e Coritiba, eu ficaria muito feliz de ser procurado por esses clubes, seria a minha prioridade, mas sou profissional e sempre defendi todas as camisas dos clubes que eu atuei", completou.

O jogador ainda contou que foi sondado por Palmeiras e Flamengo, mas as negociações não avançaram.

"O clube (chinês) já deixou claro que tem interesse de renovar comigo. Meu pensamento é terminar meu contrato, mas também retornar para o Brasil. Há algum tempo eu tive sondagem de vários clubes do Brasil, inclusive os que vocês citaram (Flamengo e Palmeiras), mas a situação era muito difícil naquele momento", disse Miranda.

"Hoje eu vejo que a minha situação é de cumprir o contrato. No momento, nenhum brasileiro no momento fez uma proposta oficial. Houve alguma sondagem. Meu pensamento é de descansar e aproveitar essas férias da melhor forma possível. A partir de duas semanas vou conversar com as pessoas do meu clube e ter uma posição exata do que vai ser feito a partir de janeiro", seguiu.

7 a 1

Fora da convocação para a Copa do Mundo de 2014, Miranda acredita que a derrota por 7 a 1 para a Alemanha nas semifinais prejudicou a imagem dos jogadores brasileiros.

"Muito triste não estar presente e não poder ajudar. Você ver a seleção brasileira ser massacrada prejudica todos os brasileiros. A gente foi visto com outros olhos. Causou uma imagem muito negativa sobre os defensores da seleção brasileira. Gostaria de estar presente para ajudar", analisou o defensor.

"Não dá para ter um culpado. Vários fatores ajudaram para sofrer a derrota que sofreu. Deu tudo certo para a Alemanha e aconteceu tudo de errado com a seleção brasileira", complementou.

UOL Esporte vê TV