PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Sormani cobra rescisão de Robinho após gravações reveladas: 'Repugnante'

Sormani cobra rescisão contratual de Robinho após revelação de gravações - Reprodução/Fox Sports
Sormani cobra rescisão contratual de Robinho após revelação de gravações Imagem: Reprodução/Fox Sports

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/10/2020 15h52

O comentarista Fábio Sormani cobrou a rescisão de contrato de Robinho com o Santos após divulgação de interceptações telefônicas feitas com autorização judicial, onde o atacante - condenado em primeira instância na Justiça italiana - revela ter participado de um estupro coletivo.

No "Fox Sports Rádio" de hoje, Sormani afirmou que o Alvinegro Praiano não pode associar a sua imagem à de Robinho. O jornalista ainda aconselhou o jogador de 36 anos a "quitar" a dívida com a sociedade após o "repugnante" episódio.

"Agora sim a gente sabe o que aconteceu. Por conta disso, eu acho que o Santos tem que rescindir imediatamente o contrato com o jogador. O Santos não pode associar o seu nome a alguém que, segundo os autos do processo, admite que houve sexo oral e que 'estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabia nem o que estava acontecendo'. Isso é repugnante, nauseante, abominável. O Robinho tem que pedir desculpas públicas a essa moça, indenizá-la pelo que aconteceu, e quitar essa dívida com a sociedade", opinou Sormani.

Também presente na bancada, Osvaldo Pascoal acredita que o Santos desistirá da contratação de Robinho. O clube assinou com o jogador por cinco meses.

"Tenho certeza que o Santos vai desistir. Essa transcrição é terrível, repugnante, sem propósito. Não dá. Não dá. Não dá. Para quem tem família, esposa, mulher, mãe, filhos... Isso aí passa por uma situação do escabroso. Eu espero que a Justiça se encaminhe para o que ela tem que fazer. É terrível o que está se apresentando", completou Pascoal.

A repatriação de Robinho pelo Santos gerou revolta de parte da torcida e usuários de redes sociais, com muitos deles criticando a contratação de uma pessoa condenada por estupro. O clube já perdeu um de seus patrocinadores; outros cobram a rescisão contratual do atacante perante novos fatos.

Em nota divulgada na quarta-feira (14), o Santos comunicou que "não pode entrar no mérito da acusação" em relação ao processo contra Robinho, "pois corre em segredo de Justiça na Itália". O clube destacou que Robinho ainda responde em liberdade e não receberá uma "sentença antecipada".

UOL Esporte vê TV