PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jô recorda resposta com gols a racismo na Rússia ao lado de Love

Jô recorda caso de racismo em passagem pelo futebol russo - Marcello Zambrana/AGIF
Jô recorda caso de racismo em passagem pelo futebol russo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/10/2020 12h37

Atualmente no Corinthians, Jô recordou um episódio de racismo em sua passagem pelo futebol russo. Jogador do CSKA entre 2006 e 2008, o atacante afirmou que, em jogo contra o Zenit, em São Petersburgo, ele e Vagner Love foram recebidos com cascas de banana.

Em entrevista ao Canal do Zico, Jô disse que a dupla não denunciou o caso por receio, mas que respondeu à ofensa com gols. Na ocasião, o CSKA goleou o Zenit por 4 a 2. Os brasileiros marcaram todos os tentos do CSKA.

"A gente foi jogar contra o Zenit, em São Petersburgo, e todo mundo sabe que ali é o maior foco na questão do racismo. A gente foi entrar para o aquecimento e a torcida jogou uma casca de banana no Vagner. Eu entrei em seguida, e eles jogaram a outra", relatou o centroavante.

"A gente, por ser novo e estar com aquela sede, deixou passar. Lógico que sofremos com aquilo, doeu, mas a gente pensou em não causar qualquer tipo de problema. O jogo foi 4 a 2, dois meus e dois do Vagner", completou.

Sem balançar as redes pelo Corinthians há mais de um mês, Jô tenta encerrar o jejum no domingo, às 20h30, contra o Ceará. A partida, válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, será no Castelão.

Futebol