PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Globo faz teste em capitais para mudar horário do "Globo Esporte" em 2021

Felipe Andreoli no Globo Esporte (Reprodução - TV Globo) - Reprodução / Internet
Felipe Andreoli no Globo Esporte (Reprodução - TV Globo) Imagem: Reprodução / Internet

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

03/10/2020 00h00

A Globo vai colocar em prática a partir da próxima segunda-feira (5) uma mudança de horário do "Globo Esporte" em Salvador e Goiânia, que pode valer para todo o Brasil no ano que vem - leia-se, caso marque a audiência esperada pela emissora. Nas capitais da Bahia e Goiás, o programa esportivo passará a ir ao ar a partir das 11h45, antes do jornal local da região e logo após o "Encontro com Fátima Bernardes".

A informação é oficializada pela TV Bahia e pela TV Anhanguera, parceiras da Globo nas capitais citadas, que vão começar a divulgar a novidade a partir deste sábado (3). As duas foram escolhidas por tratar de cidades onde o "Globo Esporte" são, normalmente, vice-líderes de audiência.

A medida seria uma forma de recuperar a audiência perdida para a Record, que dá trabalho normalmente com as notícias e fofocas do programa "Balanço Geral". O fato de o Horário Político estrear na semana que vem facilitou a decisão de colocar o teste em prática.

Em Salvador, a situação já foi pior. A Globo chegou a ter uma ameaça forte e em todos os horários da Record. Mas após fazer contratações, como da jornalista Jéssica Senra, hoje conhecida em todo o Brasil por suas opiniões, e realizar ações em jornalismo que a deixassem mais próxima da população local, a emissora reverteu a situação e já lidera na média-dia do Ibope com o dobro da Record.

O único problema ainda é o "GE", que mais perde do que ganha para o "Balanço Geral" às 13h. A medida, segundo apurou a reportagem, foi vista com otimismo na capital da Bahia. Indo ao ar mais cedo e num horário mais leve, existe a expectativa de dar mais audiência e entregar com uma boa audiência para o jornal local que vem a seguir.

Já na capital goiana, as derrotas são históricas. A Globo vive uma crise de audiência faz pelo menos uma década em Goiânia, com derrotas em todos os horários para SBT e Record. O "Globo Esporte", em suas piores épocas, chegou a ficar em terceiro lugar de audiência. Hoje, só perde para a Record frequentemente. A expectativa inicial é recuperar o primeiro lugar o quanto antes, até por ser um horário com concorrência pouco forte.

Se atingidas as metas de audiência e repercussão, a mudança de horário irá se estender para todas as edições do Brasil, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro, onde o "Globo Esporte" é líder absoluto de audiência sem muita ameaça da concorrência.

Para a Globo, seria o retorno do "GE" ao seu horário clássico. Até o fim dos anos 90, o programa esportivo era exibido entre a então programação infantil e o jornal local, e sempre marcava altos índices de Ibope.

A concorrência, no entanto, pode ser ruim para o "Jogo Aberto", da Band. O programa de Renata Fan não concorre diretamente com o principal programa esportivo da Globo e se beneficia disso para atrair público. Na Globo, existe uma expectativa muito grande para ver os resultados a partir da semana que vem, na ideia de que a mudança tenha impacto imediato.

UOL Esporte vê TV