PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Empresa aérea questiona gênero de atleta, recusa embarque e se desculpa

Empresa aérea questiona sexo de atleta russa, recusa embarque e se desculpa - Divulgação/Instagram
Empresa aérea questiona sexo de atleta russa, recusa embarque e se desculpa Imagem: Divulgação/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/09/2020 16h26

Anna Turaeva, de 42 anos, passou por momentos constrangedores com uma companhia aérea, o que lhe rendeu um pedido oficial de desculpas. A empresa recusou o embarque da levantadora de peso no voo até que ela provasse ser uma mulher.

Turaeva relatou o "horror" que viveu, dizendo ter sido submetida a perguntas íntimas na frente de outros passageiros em um voo comercial.

Segundo a russa, ela foi impedida de voar pela companhia aérea Utair em um voo de São Petersburgo para Krasnodar, sua cidade natal, pois a equipe de segurança acreditava que ela era um homem.

"Eles se recusaram a me deixar passar dizendo que no meu passaporte estava escrito que sou uma mulher", disse nas redes sociais.

"Foram feitas perguntas íntimas. Eles estavam interessados em saber o que faço na minha vida e na cama", continuou. "Não me permitia a menor grosseria. Fiz de tudo o que dependia de mim para acreditarem".

Após tomar conhecimento do ocorrido a companhia aérea se desculpou.

"Pedimos desculpas pela experiência negativa que você teve. Esse serviço é inaceitável. Vamos checar as ações dos funcionários do aeroporto que trabalharam em seu voo e resolveremos a situação", disse a empresa.

Esporte