PUBLICIDADE
Topo

DAZN voltará com eventos ao vivo após 3 meses e espera definição no futebol

Reprodução/DAZN
Imagem: Reprodução/DAZN

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

03/06/2020 17h36

Sem eventos ao vivo por quase três meses, a plataforma de streaming DAZN voltará a ter transmissões em tempo real a partir do fim de semana. A plataforma transmitirá a partir de sábado (6) a Fórmula Indy para todo o Brasil. Já campeonatos de futebol devem retornar a partir da semana que vem.

A reportagem do UOL Esporte apurou, no entanto, que ainda não existem detalhes de como vão funcionar as transmissões do Campeonato Italiano e da Copa Itália, por exemplo. Ainda existe uma indefinição de horários, que inviabiliza o planejamento maior da plataforma sobre escalas e divulgação, por exemplo.

O que se sabe é que as transmissões serão feitas da casa dos contratados, assim como vêm acontecendo em jogos de futebol feitos na ESPN Brasil e no Fox Sports. O DAZN tem feito testes para estabilizar o sinal e fazer a qualidade de áudio seja o melhor possível para o assinante.

Já para a Fórmula Indy, que marcará o retorno das transmissões ao vivo, uma cobertura especial será feita. A narração será feita por André Duek, com participação especial de Matheus Leist, ex-piloto da categoria, e do piloto Hélio Castroneves, tricampeão das 500 milhas de Indianápolis e um dos maiores brasileiros da história na Indy.

Ao todo, serão seis horas de transmissão ao vivo da Fórmula Indy, com os, com os treinos livres e classificatórios indo ao ar às 14h e 18h, além da corrida, que começará a partir das 23h (horário de Brasília). A expectativa é que o nicho do automobilismo retorne com boas bases para a plataforma.

A pandemia do novo coronavírus afetou diretamente o DAZN, que depende muito de eventos ao vivo para conseguir cumprir suas metas. A plataforma perdeu tudo o que conseguiu crescer no primeiro trimestre de 2020, com a transmissão das finais da Recopa Sul-Americana que tinha a participação do Flamengo.

Naquela ocasião, a plataforma cresceu em 35% a sua base de assinantes no país. Todo esse número já foi perdido pelo DAZN no Brasil desde a paralisação do futebol, em meados de março. A expectativa com o retorno de competições de futebol e automobilismo, além da demanda reprimida de eventos ao vivo, o DAZN consiga recuperar parte desse público.

Sem os eventos ao vivo desde março, o DAZN teve que se virar para entregar conteúdo ao público que ainda ficou na plataforma. Durante esse tempo, criou uma faixa de reprise de jogos com narração atualizada a partir das 16h, além de investir em produções informativas e filmes envolvendo futebol.

Mídia e Marketing