PUBLICIDADE
Topo

Premiê japonês diz que trabalha com realização "completa" da Olimpíada

Kazuhiro Nogi/AFP
Imagem: Kazuhiro Nogi/AFP

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 09h26

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou hoje que a ideia do governo é realizar a Olimpíada de Tóquio, adiada para julho do ano que vem, de "maneira completa".

A afirmação foi dada durante entrevista coletiva em que Abe decretou o fim do estado de emergência, causado pela pandemia de coronavírus, no país asiático.

"O governo mantém a posição de que as Olimpíadas serão realizadas integralmente no verão do próximo ano como um sinal da vitória completa da humanidade contra o coronavírus", disse o premiê.

O posicionamento de Abe vem no momento em que alguns eventos esportivos - como o Campeonato Alemão de futebol - estão sendo retomados sem a presença de público, algo defendido para ocorrer também em 2021.

A ideia, no entanto, é rechaçada pelas autoridades japonesas, que querem a realização dos Jogos Olímpicos sem restrições.

Na entrevista, Abe ainda ressaltou a necessidade da existência de uma vacina contra a covid-19 nos próximos meses para garantir a segurança de todos os envolvidos.

"Eu acho que é extremamente importante que os medicamentos e a vacina sejam desenvolvidos", finalizou.

Olimpíadas