PUBLICIDADE
Topo

José Roberto Guimarães elogia nova data da Olimpíada e vê Brasil favorito

Zé Roberto Guimarães em partida contra a Sérvia no Grand Prix - Divulgação/FIVB
Zé Roberto Guimarães em partida contra a Sérvia no Grand Prix Imagem: Divulgação/FIVB

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/03/2020 23h07

Treinador da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães afirmou que o Brasil é favorito à medalha de ouro na modalidade. O técnico ainda falou sobre como o adiamento das Olimpíadas muda a preparação de suas comandadas, citando que algumas delas planejavam ser mães após Tóquio-2020.

"Estamos com uma grande expectativa, muita gente se preparou. No caso do vôlei feminino, tem uma coisa interessante: as jogadoras se programam dentro do ciclo olímpico planejando inclusive a maternidade. Isso não acontece no masculino, o que torna o feminino um pouco mais complicado. Mas, acho que dá para esperar um aninho. Vamos conversar com essas jogadoras. O Brasil tem time para brigar com qualquer seleção do mundo. Hoje, temos algumas seleções favoritas: a Sérvia, os Estados Unidos, a China, a Itália, entre outras. O Brasil está nesse grupo. O importante é que as Olimpíadas se realizem e, mais ainda, que tudo se normalize no mundo", declarou em participação no Bem, Amigos!, do SporTV, hoje (30).

O treinador ainda elogiou a decisão do Comitê Olímpico Internacional de adiar os Jogos Olímpicos e acredita que a nova data, anunciada hoje, é acertada.

"O adiamento foi a melhor coisa a ser feita. É o que todos esperavam. Era impossível que as coisas não fossem dessa maneira. O mundo inteiro esperava. Era impossível não adiar os jogos até porque várias modalidades ainda não tiveram suas classificações. A coisa estava muito mexida, complicada. Pessoal sem treinar, em resguardo. Com tudo muito confuso, a melhor decisão foi o adiamento. Agora, vem a notícia do início das Olimpíadas a partir de 23 de julho. Acho que é um período bom", disse.

UOL Esporte vê TV