PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Manny Pacquião: 'Não temo morrer na luta contra o coronavírus'

Manny Pacquiao diz que não teme a morte e faz doações para o enfrentamento do coronavírus  - Chris Carlson / AP
Manny Pacquiao diz que não teme a morte e faz doações para o enfrentamento do coronavírus Imagem: Chris Carlson / AP

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 17h03

O boxeador Manny Pacquião, que desde 2016 é senador nas Filipinas, disse em entrevista ao jornal filipino "Manila Bulletin" que não teme morrer na luta contra o coronavírus.

"Se você se considera um líder, tem que atuar como tal. Não deve se esconder com medo de morrer. Isso é um caos e temo pelo que possa acontecer. Temos que guiar as pessoas e fazê-las sentir que estamos com elas. Cresci sendo pobre, sei o que sentem."

Pacquião fez um acordo de doação junto com o empresário Jack Ma, dono da empresa chinesa Alibaba, onde ofertaram 50 mil testes de detecção do coronavírus, materiais de proteção contra a covid-19 e transporte para trabalhadores de serviços essenciais.

Recentemente o pugilista publicou um vídeo em seu perfil no Instagram onde rezava por toda a população no enfrentamento da pandemia.

"Minha mensagem de oração a todos os filipinos e para o mundo. Em toda crise, está Cristo.", disse.

No momento, as Filipinas possuem registrados 636 casos de covid-19 e 38 mortes. Porém apenas 0,0018% da população passou pelo teste de coronavírus.

Coronavírus liga alerta pelo mundo

Esporte