PUBLICIDADE
Topo

Pandemia do coronavírus põe em risco cotas da Globo no Paulistão

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Eduardo Ohata

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/03/2020 04h00

Os clubes que disputam o Paulistão correm o risco de ficar sem receber parte do dinheiro das cotas da Globo referentes à transmissão de TV, isso se o estadual não for concluído por conta da interrupção imposta pela pandemia do coronavírus.

O contrato firmado entre o Grupo Globo e a Federação Paulista de Futebol conta com uma cláusula de proteção no caso desse tipo de eventualidade. Ou seja, a Globo não precisaria pagar o valor integral caso a competição não termine, apurou a reportagem do UOL.

Porém, a cláusula não significa que necessariamente os clubes ficarão sem receber esse dinheiro. Executivos da emissora esperam para conferir qual será a resolução para a paralisação do estadual e quantas datas deixarão de ser disputadas, se é que isso irá acontecer, para discutir internamente.

A Globo, por exemplo, já deixou de exercer no passado uma cláusula contratual que exigia um determinado número de titulares em campo, ao levar em consideração se um clube escalava um time reserva no estadual na mesma semana em que disputaria jogo muito relevante em uma outra competição.

Cartolas de clubes que já foram alertados sobre a situação, sobretudo os pequenos, já se preocupam, pois a verba da TV é bastante relevante para seus respectivos balanços. Para a maioria, o Campeonato Paulista é a principal competição da temporada.

Por outro lado, o contrato de alguns clubes que disputam o Paulista com seus elencos se estende apenas até abril, o que provocaria dificuldades no caso de o Paulista se estender mais.

Na primeira divisão do Paulista, a competição foi paralisada a dois jogos do fim da primeira fase. Na Série A-2 do estadual, faltam três partidas para o término da etapa classificatória.

UOL Esporte vê TV