PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Emissoras esportivas se adaptam e recorrem ao Skype por programação ao vivo

ESPN realiza o SportsCenter com jornalistas em suas casas, usando comunicação via Skype - Reprodução
ESPN realiza o SportsCenter com jornalistas em suas casas, usando comunicação via Skype Imagem: Reprodução

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

24/03/2020 04h00

Sem conseguir produzir programas em seus estúdios por causa da pandemia do Covid-19, as emissoras esportivas estão se adaptando à nova realidade. Além de praticamente reduzir ao zero as atrações ao vivo, agora os programas que continuam no ar são feitos com cada um dos participantes em sua casa, usando a comunicação via Skype.

Pelo menos três emissoras já estão adotando esse expediente. Na TV, a ESPN Brasil foi a primeira a adotar a medida. Neste domingo (22), após anunciar que não faria mais programação ao vivo, a emissora esportiva da Disney exibiu uma versão piloto do SportsCenter no novo esquema na ESPN Extra.

A exibição foi considerada muito proveitosa e na tarde desta segunda-feira (23) o canal decidiu abrir duas edições do telejornal com a apresentação no novo formato na ESPN Brasil - uma a partir das 14h e outra às 20h. A edição inicial foi apresentada por Marcela Rafael e ocorreu sem problemas técnicos significativos.

A medida da ESPN foi tomada para manter um informativo ao vivo aos seus assinantes, ao mesmo tempo que resguardava a saúde de seus profissionais. Poucas pessoas estão indo para a sede da emissora, em São Paulo, apenas para programar o que será colocado no ar durante todo o dia.

O Fox Sports também começou com a nova medida a partir desta segunda. Até então, o canal esportivo tinha seus comentaristas e convidados por internet, mas com o apresentador ainda indo ao estúdio - foi o caso de Nivaldo Prieto neste domingo, por exemplo.

O Fox Sports Rádio, principal programa da emissora, foi todo apresentador com os integrantes em casa e participando por Skype, inclusive o apresentador Benjamin Back. O primeiro programa teve a participação do ex-jogador e ídolo do São Paulo Kaká e repercutiu bem nas redes sociais.

Em sua nova programação ao vivo, também colocada em prática nesta segunda, o canal terá apenas 4 horas de produção, com os debates Fox Sports Rádio e Expediente Futebol. Todos serão realizados com os participantes em casa através da internet.

Os outros canais também estão agindo para proteger seus funcionários. A Globo reduziu a programação ao vivo do SporTV para quatro horas diárias e vai apostar em reprises de jogos históricos. Já o BandSports também diminuiu seu ao vivo e o tempo, por exemplo, do programa do apresentador Neto e do Bola Rolando, debate exibido nos fins de tarde, que é sua maior audiência.

UOL Esporte vê TV