PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Coronavírus: Atitude como a de Felipe Andreoli, que raspou a barba, ajuda?

Felipe Andreoli tirou a barba contra o coronavírus - Reprodução/Instagram
Felipe Andreoli tirou a barba contra o coronavírus Imagem: Reprodução/Instagram

Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

22/03/2020 04h00

Mesmo com os campeonatos esportivos parados por causa da pandemia de coronavírus que se espalha, o apresentador do Globo Esporte Felipe Andreoli vai todos os dias aos estúdios da emissora em São Paulo para participar do SP1. Sem poder ficar em casa, ele adota todos os cuidados de higiene para se prevenir, entre eles, tirar a barba.

Andreoli apareceu na última semana sem barba e parecia outra pessoa. Teve gente que afirmou que o apresentador ficou anos mais jovem. Assim que entrou no estúdio do telejornal comandado por César Tralli, ele foi logo avisando que se tratou de uma atitude para se evitar se expor ao Covid-19. Nas redes sociais, a mesma explicação: "Fiz a barba, pois infectologistas e especialistas disseram que a barba tem mais chances de reter o vírus. Não custa nada", escreveu.

Mas afinal, essa atitude funciona contra o vírus? O UOL Esporte conversou com a médica Damaris Ortolan, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para saber sobre a barba e o vírus. Ela concorda com Felipe Andreoli: "não custa nada tirar".

"É um vírus novo, que começou a circular há menos tempo, então é difícil dizer algo em relação a ele, mas com a barba, a higiene é mais difícil. Quando se tem a pele lisa, fica mais fácil de lavar com água e sabão. Com a barba é mais difícil fazer a higiene entre os pelos, então, acho que é válido. Quanto mais higiene, melhor. Se a pessoa passar a mão na barba, como passa no rosto, a barba é mais difícil de limpar", ressalta.

Segundo a médica, há bactérias e fungos que habitam naturalmente as regiões do corpo humano com mais pelo, como o couro cabelo, mas não há relatos que o mesmo aconteça com os vírus.

"A gente não fala muito de vírus, porque não é comum na microbiota [grupo de microrganismos que vivem em determinado lugar] da pele humana. Nós temos bactérias e fungos em maior quantidade em áreas com pelo. No couro cabeludo, por exemplo, tem mais, mas são boas, já fazem parte da microbiota. Às vezes elas podem causar problemas como a caspa, mas está relacionada ao couro cabeludo, por ser mais úmido e com mais oleosidade. A microbiota normal não tem vírus", esclarece.

Para aqueles que decidirem manter a barba, cuidado especial. "Se decidir manter a barba, água e sabão, lavar bastante, manter sequinha, lavar a mão sempre", completa a médica.

UOL Esporte vê TV